«A realidade já não tem mais limites: Como levar ao sucesso projetos de Realidade Virtual na Empresa» é o estudo da Minsait, uma companhia da Indra que revela como a realidade virtual permite nos dias de hoje melhorar a eficiência operacional e a segurança das empresas, assim como resolver problemas complexos, prevenir acidentes de trabalho e aumentar a produtividade. A Realidade Virtual conseguiu alinhar a maturidade e expectativas para melhorar a segurança dos trabalhadores com a eficiência das operações. Contudo esse equilíbrio não é tão próximo nas áreas de Realidade Aumentada e Realidade Mista – restantes tecnologias que abrangem a Realidade Estendida – e que também estão a emergir como ferramenta-chave, ainda que a longo prazo, no melhoramento de processos organizacionais. Esta é uma das principais conclusões de um estudo da Minsait, que abre a porta a uma infinidade de aplicações industriais que esta tecnologia vem introduzir, apresentando estas tecnologias como sendo cada vez mais orientadas para ambientes profissionais.

Cada uma destas três tecnologias encontra-se num ponto de maturidade dentro de uma evolução que se espera contínua durante os próximos anos e conta com características próprias que se aplicam em função das necessidades do negócio, do contexto operacional, dos desafios técnicos ou do investimento necessário. A Realidade Virtual está relacionada com recriações de ambientes 3D, que permitem imersões complexas em cenários digitais. A RA aplica-se a diferentes formatos de dados digitais (imagens, sons, modelos 3D, processos etc.) que se sobrepõem sobre imagens reais. A RM é uma tecnologia mais complexa, que incorpora as possibilidades técnicas da RV e da RA, acrescentando formas de interação com objetos ou processos recriados, mas que tem em conta elementos reais, permitindo assim ao utilizador interagir simultaneamente com objetos reais e representações virtuais. 

No caso da realidade virtual, a maturidade e as expectativas estão alinhadas, o que facilita que a indústria compreenda a tecnologia e as suas potencialidades. No entanto, este equilíbrio não está tão próximo nos âmbitos de Realidade Aumentada e Realidade Mista. Este alinhamento entre maturidade e expectativas dependerá em grande medida da contribuição dos dispositivos, que estão cada vez mais a orientar-se para um uso profissional.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram