A Fábrica das Peúgas , é uma loja de meias de fantasia, que desafiam o aborrecimento das meias normais e trazem alguma diversão a ao universo das meias. O projeto começou a meio de 2019 e este ano, com a pandemia, sofreu um grande crescimento. Na Ecommerce News, tivemos a oportunidade de fazer algumas perguntas ao CEO e fundador desta loja online, Diogo Cabelo. O Diogo é formado em Redes e Sistema Informáticos pelo IPLeiria e posteriormente formado em E-Commerce pela Leiria Business School e Marketing Digital pela Web2Business. Trabalhou em várias empresas como Portugal Telecom, Centro Hospitalar São Francisco e Hospital da Ordem Terceira Chiado e falou-nos sobre o projeto que fundou. 

Ecommerce News Portugal (EcN): Como surgiu este ecommerce? 


Diogo Cabelo (DC): O ecommerce surgiu como um desafio pessoal. Sempre ambicionei criar um negócio próprio reunindo todas as minhas competências. Em novembro de 2018, decidi criar um projeto de ecommerce viável, rentável e sem recurso a financiamento. No entanto, o produto a vender teria de ser facilmente vendável todo o ano, diferente, leve, inquebrável e de fácil armazenamento. Foi então que surgiu a ideia das meias divertidas e fantasia.

Em janeiro de 2019, todos os dias, em pós-laboral, comecei a dar os primeiros passos na criação da plataforma de ecommerce para venda de meias, peúgas e collants divertidas e fantasia. Sem recurso a ajudas externas, mas com muita dedicação, trabalho e estudo, em julho de 2019, a loja online Fábrica das Peúgas abre ao mundo digital.

EcN: Quais os maiores desafios que enfrentaram com o coronavírus?

DC: Assim que romperam as primeiras notícias de possível confinamento em Portugal, percebemos imediatamente que as vendas online iam disparar e consequentemente iríamos enfrentar novos desafios. Presumimos desde logo que a pesquisa pelo nosso tipo de produto ia aumentar e não seria apenas a procura por meias divertidas e fantasia. Assim sendo, em menos de 48h, reformulámos a nossa variedade de produtos e incluímos, para além das meias divertidas e fantasia, meias “básicas” e meias de dia-a-dia. Com a vinda do teletrabalho, e a pensar no conforto e bem-estar dos portugueses, reforçámos o stock nas meias antiderrapantes e meias térmicas. Foi a cereja no topo do bolo. Nunca vendemos tantas meias antiderrapantes e térmicas fora de época. A nível de infraestrutura tecnológica, reforçámos a capacidade dos nossos servidores, a fim de suportar o aumento de tráfego, manter a alta disponibilidade e qualidade de serviço.

EcN: O que estão a fazer para a campanha de Natal de 2020? Alguma ação de marketing em específico?

DC: As meias são aquele presente que ninguém gosta de receber no Natal. Por esse motivo, acabamos por aplicar e brincar com essa tradição nas nossas campanhas e marketing de Natal. Sendo o nosso ex-libris as meias divertidas e fantasia, quem vê os nossos anúncios e campanhas no Facebook e Instagram não resiste em oferecer, no Natal, uns pares de meias diferentes e originais da Fábrica das Peúgas.

EcN: Quais são as ações de marketing que considera mais eficazes? Porquê?

DC: Considero os anúncios nas redes sociais eficazes. Devendo obviamente escolher as redes sociais que melhor se enquadram com o nosso negócio e segmentar o público-alvo da melhor forma possível. No entanto, defendo que os influencer são cada vez mais, uma mais-valia na divulgação de negócios e produtos. A ligação e comunicação entre influencer e público-alvo é bastante mais forte e mais eficaz, comparando com os anúncios nas redes sociais.

EcN: Números. Tráfego, volume de negócio, crescimento em 2020?

DC: O ano de 2020 está a ser um “tsunami digital”. Face ao período homólogo de 2019, a nossa loja online verificou um aumento de tráfego na ordem dos 283%. Crescente, também, está o nosso volume de negócio onde o aumento foi na ordem dos 1100%.

EcN: Internacional. Para onde vendem para além de Portugal?

DC: Atualmente comercializamos apenas em Portugal continental e ilhas. Em 2021 já pensamos ir além fronteiras.

EcN: Quais são os meios de pagamento mais utilizados em Portugal? E no estrangeiro?

DC: O meio de pagamento mais utilizado pelos nossos clientes é o Multibanco. Em forte crescimento está o MBWay e de seguida o Paypal.

EcN: Logística. Quais são as empresas de logística com que trabalham?

DC: Atualmente trabalhamos com os CTT Expresso. Em 2021, equacionamos trabalhar com mais transportadoras e aderir aos cacifos 24h e pontos pickup.

EcN: Como esperam corresponder a este período de alta demanda?

DC: As adaptações que temos vindo a realizar, a vários níveis, desde o início da pandemia e a fim de corresponder a este período de alta demanda, tem dado bons resultados. O feedback dos clientes é bastante positivo.

EcN: Quais são os planos para 2021?

DC: As metas para 2021 já estão traçadas e independente do estado futuro do país, contamos concretizar todas elas, nomeadamente: Queremos continuar a crescer de uma forma sustentada; Pretendemos manter o nível elevado de satisfação dos nossos clientes; Iremos ter novos produtos e mais diversificados; Vamos abrir portas à internacionalização.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram