74% dos compradores transfronteiriços globais planeiam comprar mais a nível nacional

Em média global, 26% dos compradores online que recorrem a e-commerces baseados fora dos seus países de origem compram à Amazon. Esta é a conclusão da recente atualização do Cross-Border E-Commerce Shopper Survey 2021, realizado e publicado pela International Post Corporation.

Isto faz da Amazon o endereço número um a nível mundial para os compradores online transfronteiriços. O gigante chinês do comércio electrónico Alibaba atrai também uma parte substancial de compradores internacionais online, nomeadamente 19%. Mas a China parece ter várias outras lojas populares de eCommerce para compradores de todo o mundo.

De facto, a China como país é o número um dos destinos mais populares para os clientes de comércio eletrónico transfronteiriço em todo o mundo: 35% dos inquiridos entrevistados pela IPC fizeram a sua última compra transfronteiriça a um fornecedor sediado na China.

Os retalhistas chineses online são especialmente populares entre os clientes da Rússia, onde 82% dos compradores transfronteiriços recorrem a um endereço chinês, e de outros países da Europa de Leste. Mas também alguns países da América Latina e Espanha atingem percentagens superiores a 50%.

Como é que o comércio eletrónico transfronteiriço se vai desenvolver? Estarão os compradores transfronteiriços a planear manter os seus hábitos? O inquérito IPC revela uma tendência interessante.

Embora o comércio electrónico transfronteiriço traga várias vantagens, como preços mais baratos ou uma maior variedade de produtos, muitos compradores transfronteiriços online em todo o mundo estão aparentemente a planear reduzir as suas atividades de compra em países estrangeiros.

Quando questionados sobre até que ponto estavam a planear comprar mais ou menos online de uma seleção de países numa escala de 1 a 7 com 1 a significar «muito menos» e 7 a significar «muito mais», apenas 6% escolheram um número entre 1 e 3 relativamente a compras nacionais.

Outros 5% escolheram «não sei» e 15% escolheram 4, o que significa que não houve alteração no seu comportamento de compras nacionais.

Isto significa que, por outro lado, 74% ou quase três em cada quatro compradores transfronteiriços planeiam fazer mais compras nacionais no futuro. 27% escolheram 7 na escala – o que significa que planeiam comprar muito mais a fornecedores nacionais no futuro.

Em geral, as pessoas parecem planear fazer mais compras locais. Quanto aos grandes países exportadores EUA e China, apenas cerca de 40% dos compradores transfronteiriços estão a planear aumentar o número de compras online de cada um destes países.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba