Estima-se que o comércio eletrônico em Portugal cresça mais de 12% neste ano, de modo que o total de vendas on-line de bens e serviços no país do sul da Europa pode valer 4,73 bilhões de euros no final deste ano. Isso é um bom crescimento comparado ao aumento de 10,52% do ano passado. 

Todo este dinheiro será gasto online por 3,4 milhões de compradores portugueses. No ano passado, havia 3,1 milhões de compradores online em Portugal que gastaram 4,2 mil milhões de euros online. Cerca de dois em cada três portugueses faziam compras no mercado interno e transfronteiriço, enquanto quase um em cada quatro fazia compras apenas transfronteiriço. Isso e muito mais é mostrado no relatório Portugal Ecommerce Country 2017 da Ecommerce Foundation, que é preenchido com dados e estatísticas de terceiros. Por exemplo, os dados da ACEPI mostram que “Móveis e Eletrônicos” são a categoria de produtos on-line mais popular em Portugal. É seguido por “Mobiliário doméstico, arte, decoração” e “informática”. 

Websites de comércio eletrônico mais populares em Portugal

E de acordo com essa mesma fonte, o eBay foi o principal varejista on-line em Portugal no ano passado. Mais da metade da população (54%) usou este website em 2016, seguida pela Amazon (38%) e pela Booking (35%). Segundo Lengow, os sites de ecommerce mais populares em Portugal são o Zalando, o IBS, o eBay, o Bon Prix, o Salsa, o Amazon, o Euronics, o Yoox, o Fnac, o Parfois e o Ikea.

Métodos de pagamento online em Portugal

Em Portugal, o método de pagamento online preferido é o cartão de crédito, mas 1,3 milhões de portugueses utilizam também o serviço MB NET, que gera cartões temporários para pagamentos online.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram