«45% dos portugueses fazem compras online enquanto a média europeia é de 73%… A oportunidade está presente»

A logística no ecommerce foi um setor esquecido após o Boom inicial do comércio eletrónico nos primeiros meses de pandemia. Pagamentos, marketing, ‘figital’ e omnicanalidade foram termos que escutámos muito mas a logística ficou um pouco de lado.

Na Ecommerce News Portugal tivemos a oportunidade de entrevistar Luís Delgado, Business Unit Manager na Mondial Relay. O responsável da empresa em Portugal tem uma vasta experiência no setor da logística, desde responsabilidades de Gestão Geral na Log PME] e Logística e Assistência ao Cliente na La Redoute e falou-nos, entre outros temas, do estado do setor em Portugal, o porquê de Portugal ser um mercado atrativo e as exigências do consumidor a nível logístico.

Ecommerce News Portugal (EcN): 10 anos no setor do retalho (La Redoute), 14 anos no setor da logística (Log-PME). Qual a sua opinião sobre o estado do setor de logística no ecommerce?

Luís Delgado (LD): É um setor que está a passar por grandes dificuldades, fruto do aumento inesperado e brutal dos últimos 2 anos. Levar uma encomenda até um cliente tem um pouco mais de complexidade do que simplesmente três ou quatro clicks num site de e-commerce e embora este seja o nosso trabalho as infraestruturas existentes foram levadas ao limite e necessitam de ser reforçadas e/ou remodeladas.

Com o crescimento da atividade e a introdução de nova legislação as empresas ainda não se adaptaram totalmente às necessidades do e-commerce que evolui e cresce diariamente.

EcN: O que levou a Mondial Relay a expandir para Portugal? O que é atrativo neste mercado? E porquê agora?

LD: A principal razão da abertura do mercado em Portugal é a cobertura europeia que pretendemos ter a curto/médio prazo. Portugal, embora seja um país pequeno, tem volumes de negócio interessantes e além disso pensamos que a oferta de serviços na nossa área de especialidade é ainda baixa no mercado em Portugal.

Estamos abaixo da média europeia nas compras on-line, 45% dos portugueses com acesso à Internet fazem compras on-line enquanto a média europeia é de 73%… Este é um bom indicador que a oportunidade está presente.

EcN: Quais os primeiros resultados desta entrada em Portugal?

LD: Os primeiros resultados são investimento! Não podemos querer entrar num mercado novo e ter resultados positivos no mês seguinte… Iniciámos a atividade operacional no mês de Agosto de 2021; a angariação de parceiros para a rede Ponto Pack iniciou-se no final de 2020, o que nos permitiu ter hoje os mais de 500 locais que considerámos ser o mínimo para poder iniciar atividade no nosso país com uma cobertura aceitável do ponto de vista dos nossos clientes internacionais. 

Temos recebido um bom feedback, e muito interesse, por parte dos e-sellers o que nos dá confiança e entusiasmo nesta fase do lançamento.

EcN: Qual o ponto forte da Mondial Relay em comparação com os outros no mercado?

LD: A principal diferença entre a Mondial Relay e os outros competidores neste mercado é que nós somos especialistas na entrega OOH (Out of Home), acrónimo até hoje muito pouco utilizado na distribuição em Portugal mas que cada vez ganha mais notoriedade devido ao facto da entrega ao domicílio ser incompatível com o crescimento das vendas online, quer pelo numero de veículos que é necessário, quer pela poluição excessiva que geram, como também o custo elevado que tem.

A oferta do serviço com iguais características numa rede internacional situada em diversos países europeus é também um ponto forte que nos destaca da concorrência.

EcN: Quais as principais exigências (da área de logística) do consumidor atualmente? E das marcas?

LD: Por parte dos consumidores, sentimos que a fiabilidade, a conveniência do serviço e o tempo de entrega são as principais exigências. Já por parte das marcas, além dos pontos anteriormente referidos, também a pressão dos preços é uma exigência constante.  

EcN: Fale-nos um pouco da parceria com a Correos Express?

LD: Os Correos Express são um parceiro de longa data da Mondial Relay. Foi com os Correos que a atividade da Mondial Relay em Espanha se desenvolveu e conseguiu chegar a todos os locais, mesmo os mais distantes. É uma parceria sólida e construtiva em que, diariamente, as equipas trabalham para melhorar o serviço de entrega. A equipa da Correos Express em Portugal tem sido fantástica na abertura e polivalência face aos requisitos do nosso serviço. Nunca encontrámos barreiras à resolução de incidências e o tempo de resposta às mesmas é francamente bom. Temos tido bastante apoio por parte de toda a estrutura operacional dos Correos e estamos satisfeitos com esta parceria, agora reforçada em Portugal.

EcN: Quais os objetivos para 2022?

LD: Os objetivos para 2022 são reforçar as vantagens do modelo OOH (Out of Home) no mercado português, tanto em pontos de conveniência de comércio local como em Lockers (armários de rua abertos 24/7/365) que permitam estar mais próximo dos nossos clientes e utilizadores. No caso dos Lockers, no entanto, apontamos para a sua implementação apenas a partir de 2023.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba