A Netflix atingiu este ano os 193 milhões de membros pagos, o que representa mais 26 milhões de registados desde o inicio de 2020. Estes valores mostram um crescimento nunca antes antes visto da (provavelmente) mais conhecida empresa de streaming do mundo.

Para que se tenham uma noção do crescimento, em 2019, a Netflix não chegou aos 28 milhões de novos subscritores pagos no ano inteiro. Em 2020, receberam 16 milhões no primeiro quadrimestre e 10 milhões até ao final de junho.


Infographic: Netflix Sees Unprecedented Growth Amid Pandemic | Statista

Este crescimento é facilmente justificado pelo período de quarentena que o mundo passou. Durante vários meses, os filmes e séries da Netflix foram a salvação ao tédio de um mundo parado. Com o voltar da vida ao normal, a reabertura de ginásios, restaurantes e até alguns bares pode prever-se que o crescimento do número de subscritores irá diminuir. Aliás a empresa prevê o crescimento mais baixo desde 2016, com somente uma adição de 2,5 milhões até setembro. 

Considerando a situação atual a Netflix enviou uma carta humilde aos accionistas sem se vangloriar pelos valores atingidos. «Vivemos em tempos incertos com restrições sobre o que podemos fazer socialmente e muitas pessoas recorrem ao entretenimento para relaxar, conectar, confortar e estimular. (…) Na Netflix, estamos perfeitamente conscientes de que temos a sorte de ter um serviço que é ainda mais significativo para as pessoas confinadas em casa, e que podemos operar à distância». 

 

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram