O Facebook renuncia aos seus planos de colocar publicidade no WhatsApp. A empresa está agora a considerar a possibilidade de aparecer apenas nos estados (as histórias). De acordo com o Wall Street Journal, a equipa encarregada de encontrar a melhor forma de integrar a publicidade no WhatsApp foi dissolvida.

O Facebook anunciou a sua intenção de rentabilizar o WhatsApp na Marketing Summit 2019, em Maio. O plano era implementar publicidade semelhante à encontrada na Instagram, ao ver as histórias. No entanto, não foi uma ideia aprovada pela liderança fundadora da app, e tudo aponta para que seja a razão pela qual os criadores da WhatsApp abandonaram a empresa.


Segundo a Business Insider, o principal problema que a equipa encontrou ao desenvolver a ferramenta de publicidade foi como combiná-la com a encriptação ponto-a-ponto que existe nas conversas do WhatsApp.

A aplicação de chat já tem quase 1,5 mil milhões de utilizadores em todo o mundo. A sua monetização foi sempre um quebra-cabeças, mas tornou-se mais complexa quando o Facebook comprou o serviço em 2014 e o tornou gratuito.

Como o próprio Mark Zuckerberg disse no final do ano passado, «2020 será um ano infernal«. Este é o segundo projeto do Facebook a cair este ano, depois da criptomoeda Libra.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram