Há uma semana, compartilhamos na Ecommerce News as mudanças estruturais nas Condições e na Política de Privacidade que o WhatsApp usaria a partir de 8 de fevereiro. A nova política de dados do WhatsApp gerou um grande debate nas redes sociais e a migração de muitos utilizadores da app para os concorrentes Signal e Telegram.

O WhatsApp decidiu esclarecer os seus utilizadores e publicou no Twitter«Queremos abordar alguns rumores e ser 100% claros, continuamos a proteger as suas mensagens privadas com encriptação de ponta a ponta. A nossa atualização da política de privacidade não afeta a privacidade das suas mensagens com amigos ou familiares. Saiba mais sobre como protegemos a sua privacidade, bem como o que NÃO partilhamos com o Facebook aqui«


No entanto, a história não termina aqui. Apesar dos esforços da empresa, foram finalmente forçados a atrasar a aplicação da nova política de dados do WhatsApp por três meses. No comunicado oficial, a empresa explica que “o WhatsApp foi criado a partir de uma ideia simples: o que compartilha com os seus amigos e familiares fica entre vocês.” E reafirma que com a atualização nada disso vai mudar. A nova data será 15 de maio .

Recorde-se que os utilizadores europeus terão uma política diferente dos utilizadores de outros países, uma vez que a empresa tem um acordo com a União Europeia para proteção dos cidadãos.

Comissão Irlandesa de Proteção de Dados está a investigar a transferência de dados entre o WhatsApp e o Facebook

Comissão Irlandesa de Proteção de Dados informou no sábado que outras Data Protection Authorities (DPAs) da UE receberam no final do ano passado um documento que falava sobre a transparência do compartilhamento de dados entre o Facebook e o WhatsApp. Esta investigação começou em 2018, quando o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados começou a ser aplicado.

“ A Comissão Irlandesa de Proteção de Dados tem conduzido uma investigação sobre a conformidade do WhatsApp Irlanda com os artigos 12-14 do GDPR em termos de transparência, inclusive em relação à transparência em torno das informações que são compartilhadas com o Facebook, desde 2018. O DPC concluiu provisoriamente esta investigação e enviamos um projeto de decisão às nossas autoridades de proteção de dados da UE a 24 de dezembro de 2020 (de acordo com o Artigo 60 do GDPR para iniciar o processo de co-decisão) e estamos a aguardar os seus comentários sobre este projeto de decisão. »

Comissão Irlandesa de Proteção de Dados em comunicado. 

Quando o processo estiver concluído e uma decisão final for emitida, ficará claro o padrão de transparência que o WhatsApp deve aderir conforme articulado pelas autoridades de proteção de dados da UE ”, explicou.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram