O comércio eletrónico na Austrália subiu 10% em comparação com o período pré COVID-19, segundo o ecommerceDB. O país viu o seu comércio de retalho afetado e à semelhança dos países europeus ou norte-americanos, o consumidor voltou-se para o comércio eletrónico. Comprar através da internet deixou de ser moda para passar a ser a única possibilidade ou muitas vezes, a possibilidade mais segura.

O impacto no tráfego online variou nas diferentes categorias e nos diferente momentos. Numa fase inicial da pandemia/confinamento (2 primeiras semanas de março) em comparação com o final de janeiro/ principio de fevereiro apenas 2 categorias viram o seu tráfego aumentar exponencial, os supermercados (+165%) e os media (+80%). Com um aumento menor mas ainda assim significativo, a categoria de retail tech (+15%) e telecomunicações (32%).


Conforme o confinamento e pandemia se estendiam no país, outras de categorias de comércio eletrónico na Austrália começaram a receber mais atenção, nomeadamente, equipamentos para desportos, cosmética e banca e até 13 de Novembro registaram aumentos no seu tráfego na ordem dos 24%, 4% e 2%, respetivamente.

De 24,8 a 27,3 mil milhões de dólares: Uma subida de 10% na receita

A alteração da procura no país foi tão grande que o Statista Digital Market Outlook teve que ajustar a sua previsão de receitas para 2020. Tendo em conta o «efeito corona», os analistas preveem que o mercado de comércio eletrónico da Austrália atinja um volume de mercado 10% superior ao inicialmente previsto: Antes da pandemia, previa-se que as receitas globais do eCommerce na Austrália em 2020 ascendessem a 24,8 mil milhões de dólares. A previsão ajustada prevê agora um total de receitas do comércio eletrónico de 27,3 mil milhões de dólares. Todas as categorias de comércio eletrónico estão a registar um crescimento adicional devido à pandemia causada pelo coronavírus, de acordo com as estimativas. A categoria que mais lucra é a Food & Personal Care, com um acréscimo de 16% em comparação com as receitas inicialmente previstas para 2020.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram