A Amazon anunciou que irá criar cerca de 2.000 novos empregos em Espanha até 2020, aumentando o seu pessoal permanente para 9.000 até ao final do ano. Estes novos empregos incluem posições para pessoas de todos os níveis de competências e perfis, desde um grande número de posições de entrada de operações a engenheiros, programadores de software, cientistas de dados e especialistas em computação em nuvem. A variedade de posições atualmente disponíveis reflete a presença crescente da Amazon no país e a sua expansão geográfica num grande número de regiões.

Mariangela Marseglia, Vice-Presidente e Diretora Geral da amazon.es, afirmou: «O nosso compromisso a longo prazo com Espanha continua forte e, como parte dos nossos planos aprovados há meses, continuaremos a criar um número significativo de empregos de qualidade. Temos o prazer de acolher 2.000 novos colegas num ano particularmente desafiante. Estou particularmente entusiasmada com o lançamento de novos centros logísticos em áreas que historicamente têm sofrido uma elevada percentagem de desemprego.»


Durante 2020, a Amazon anunciou que abrirá dois novos centros logísticos em Dos Hermanas (Sevilha) e Alcalá de Henares (Madrid), bem como três estações logísticas em Múrcia, Rubí (Barcelona) e Leganés (Madrid). A empresa está também a expandir o seu Centro Tecnológico em Madrid, onde mais de 300 criadores e engenheiros de TI estão a trabalhar em aplicações de software para a Amazon Business, tecnologias de leitura e Kindle, bem como para a tecnologia de retalho. Amazon Web Services abrirá uma nova região da AWS Europe (Espanha) com um centro de dados localizado em Aragão, que estará operacional entre finais de 2022 e princípios de 2023.

Expansão e empregos indiretos

Para além de todas estas contratações diretas, um estudo recente encomendado pela Amazon à empresa de consultoria estratégica e económica Keystone estima que as empresas envolvidas na sua cadeia de fornecimento, que inclui, por exemplo, a construção civil, imobiliária e serviços profissionais, geraram 82.000 empregos adicionais até ao final de 2019. Este número inclui também as que trabalham para as mais de 8.000 PME espanholas que atualmente vendem na Amazon.

«As nossas operações em Espanha estão a ter um efeito de ondulação significativo, e não apenas as oportunidades diretas que proporcionamos. Por exemplo, quando investimos numa nova instalação não temos apenas investimento direto para construir e operar o centro. As empresas que fornecem bens e serviços podem também expandir a sua produção e investir no seu próprio desenvolvimento. Estimamos que as nossas atividades em Espanha estão a gerar mais de 80.000 empregos», concluiu Marseglia.

A atual rede da Amazon em Espanha compreende mais de 28 centros diferentes, incluindo centros logísticos e de distribuição, estações logísticas, escritórios empresariais, centros de desenvolvimento de software e um centro de I&D especializado em aprendizagem de máquinas e inteligência artificial. A Amazon tem vindo a investir fortemente nas energias renováveis, cerca de 200 MW até agora que serão postos em funcionamento em breve, a fim de fornecer as suas operações e centros de dados.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram