O Observatório de Cibersegurança e a CNCS publicaram os resultados do relatório deste ano, sobre a cibersegurança em Portugal. O número de incidentes registados, no primeiro semestre de 2020 foi de 295 casos, enquanto que o segundo trimestre houve um aumento de 34%, o equivalente a 394 casos. Em comparação ao período homólogo,, o crescimento foi de 124%.

O relatório refere o phishing, como sendo o incidente mais frequente, com 160 casos registados e o principal alvo é o setor bancário, que registou 37% dos ataques feitos durante o segundo trimestre do ano.


Mas afinal, o que é o Phishing?


É um método criminoso com objetivo de atrair as pessoas a partilharem informações confidenciais, como palavras-passe e números de cartões de crédito. De acordo com a alwarebytes:
Phishing é a forma mais simples de ciberataque e, ao mesmo tempo, a mais perigosa e eficaz.

‘Fator humano’ na cibersegurança em Portugal


Relativamente ao phishing, 99% dos casos não estão, diretamente, associados à pandemia. A análise do relatório divide-se em três subcapítulos:
  • Atitudes –  Consideram as crenças, valores, disposições mentais e emocionais dos portugueses em relação à cibersegurança;
  • Comportamentos – São as ações que os portugueses realizam no âmbito das tecnologias digitais em termos de cibersegurança;
  • Educação e Sensibilização – Formação dos portugueses em cibersegurança;
Estes indicadores, estão habitualmente associados à componente do ‘fator humano’, que apesar de nem sempre serem considerados com a devida atenção, têm um valor significativo para a cibersegurança.

A relação que se estabelecer entre os três subtemas é fundamental para reforçar o ‘fator humano‘. Se fortalecermos as atitudes podemos tornar os comportamentos mais sustentáveis, como por exemplo, ao aumentarmos a preocupação em relação à cibersegurança, iremos promover, consequentemente, um uso mais adequado da password. E assim sucessivamente.

É importante identificar os problemas existentes nas atitudes e comportamentos, para que possamos corrigi-los e melhora-los através da educação e sensibilização.  

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram