Como tornar a sua empresa numa empresa bilionária?

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en pinterest
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

O Web Summit reuniu ao longo de uma semana muitos nomes da tecnologia na capital portuguesa. O evento já é “da casa” e voltou ao parque das nações após ter sido online. Para quem assistiu às conferências podemos ver um denominador comum, as empresas bilionárias.

Algumas começaram como startups e ganharam rondas de financiamento que as alavancaram para se tornarem empresas bilionárias. Nesta sessão, ouvimos falar dos fundadores de três startups mais excitantes do mundo, Markus Villig da Bolt, Edith Harbaugh da LaunchDarkly e Juan Pablo Ortega da Rappi. 

Dicas para tornar a sua empresa numa empresa bilionária:

  • Manter no ADN a mentalidade de startup e a “fome” de evoluir. «Como otimizamos? Como cortamos custo aqui e ali? A Bolt começou com o seu fundador Markus, a dirigir-se a taxistas e a pedir que descarregassem a sua app. Hoje é uma empresa internacional avaliada em 4 biliões de euros com uma grande valência de serviços de táxis, de entregas de restauração e e-scooters. 
  • Media para crescer. Tanto a Bolt como a Launch Darkly tiveram que abordar os meios de comunicação numa fase inicial para crescer. Este continua a ser o veículo mais eficaz para rampa de lançamento. A posteriori o passa a palavra também se tornou uma das formas de expandir a empresa. 
  • Tempo: “Leva tempo a testar o que funciona, e infelizmente depois de uma semana podemos descobrir que deixou de funcionar. Exigiu tempo para descobrir o que as pessoas querem e não querem. Não se cria uma empresa de sucesso de um dia para o outroJuan Pablo Ortega, Co-fundador na Rappi
  • Continuar uma startup mesmo que se tenham tornado num unicórnio . Para Juan Plabo, apesar do crescimento é preciso continuar a procurar o cliente, o próprio continua a responder no WhatsApp 
  • Nunca esquecer o feedback do clientedisse Edith Harbaugh, da LaunchDarkly. A LaunchDarkly é uma plataforma líder de gestão de recursos, que esteve nos palcos do web summit  à 3 anos atrás e é hoje avaliada em 3 bilhões de dólares americanos (~2.6 bilhões de euros)
  • O que funciona com 10, não vai funcionar com 50, não vai funcionar com 100, não vai funcionar com 400.  Para Edith tem que existir uma adaptação da forma de trabalhar em equipa ao longo do seu crescimento porque nem tudo vai continuar a funcionar com equipas menores ou maiores. 

Crescer remotamente

Trabalhar remotamente pode criar muita pressão numa empresa, mas para empresas como a Bolt não faz nenhuma diferença porque já tinham essa forma de trabalhar. Tendo começado como uma empresa pequena não dispunham dos meios para ter um escritório ou para deslocarem os funcionários para um único lugar.

Já no caso da Rappi, Juan Pablo Ortega mostrou anteriormente à pandemia o seu desagrado com o trabalho remoto e a grande preocupação na altura dos confinamentos foi em conseguir manter todos os trabalhadores envolvidos e motivados no trabalho. Apesar do desafio que se apresentou, o fundador acredita que atualmente é um desafio ultrapassado e que têm na empresa a forma de manter o estilo de trabalho a longo prazo.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en pinterest
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba