COVID19 esmaga os gastos com publicidade móvel apesar do aumento do consumo do dispositivo

Tudo parecia indicar que este ano o investimento em publicidade móvel continuaria a atrair a maior parte dos gastos em publicidade digital, mas isso foi antes do COVID19 ter causado estragos na economia.

O investimento publicitário diminuiu em todas as áreas, mas é provável que os dispositivos móveis tenham um desempenho um pouco melhor do que a maioria dos outros meios de comunicação social. Mesmo assim, a publicidade neste meio de comunicação também se desmoronou.

De acordo com o último relatório Business Insider sobre publicidade móvel, os gastos com publicidade móvel no segundo trimestre serão reduzidos em mais de 6% e provavelmente em mais de 10%, numa base anual. Além disso, durante o terceiro trimestre os números permanecerão muito abaixo das expectativas pré-pandémicas.

Antes do coronavírus, os meios de comunicação acima referidos previam que os gastos em publicidade móvel nos EUA aumentariam 20,7% para 105,34 mil milhões de dólares até 2020, o que significava que os gastos em publicidade móvel representariam mais de dois terços (68,1%) dos gastos em publicidade digital. Salientam agora que qualquer crescimento este ano será pequeno, se é que será mesmo pequeno.

As primeiras previsões do ano apontavam para um crescimento de 22,0% do investimento publicitário em anúncios publicitários para dispositivos móveis, que passaria para 61 mil milhões de dólares. Previa-se que as despesas com anúncios de vídeo móvel aumentassem 28% para 26,21 mil milhões de dólares e que as despesas com anúncios de pesquisa móvel aumentassem 18,5% para 39,51 mil milhões de dólares.

O duopólio é menos rentável, mas não perde a sua quota

O Google e o Facebook deveriam captar 60,3% dos dólares da publicidade móvel. O Facebook foi responsável por quase um em cada três dólares de publicidade móvel (33,1%). Quanto ao Google, representa atualmente 27,2% do investimento em publicidade móvel. O coronavírus irá reduzir drasticamente o investimento publicitário em ambas as empresas, mas não deverá reduzir a sua participação. Em qualquer caso, o duopólio, juntamente com a Amazon, pode ganhar participação.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top