Criptomoedas e ecommerce: Qual o interesse para si?

Em 2020 começou a especulação sobre a expansão das criptomoedas e especialmente dos bitcoins. No início de 2021, isto começou a tomar forma.

Desde o início do ano, a receita de fundos e produtos de criptomoedas já atingiu o recorde de 4,2 biliões de dólares, segundo dados da CoinShares. Algumas das empresas ou personalidades famosas que começaram a investir na criptomoeda mais famosa, o bitcoin, são Elon Musk ou a app de beleza chinesa Meitu, que comprou 40 milhões de dólares em criptomoedas.

As empresas estão a demonstrar cada vez mais interesse pelas moedas digitais, e isso faz com que a população também. Portanto, o comércio eletrónico deve preparar-se para começar a oferecer esta funcionalidade nos seus métodos de pagamento, embora primeiro seja importante saber o que são exatamente as criptomoedas e quantos tipos existem. 

O que são criptomoedas?

A resposta clara, direta e simples é: uma moeda criptográfica é uma moeda digital ou virtual. Para que as moedas estejam protegidas, é utilizada criptografia, o que torna quase impossível falsificá-las ou gastá-las duas vezes. Estas moedas são desenvolvidas a partir de redes descentralizadas baseadas em tecnologia de blockchain.

Uma das características mais importantes das criptomoedas é que geralmente não são emitidas por nenhuma autoridade central, o que as torna teoricamente, ou por enquanto, imunes à interferência ou manipulação do Governo.

Outro facto importante é que as moedas virtuais mudam de valor a toda à hora. Quando se faz um grande investimento não se sabe se ele se multiplicará ou dividirá, e pior, se cair, não se sabe se voltará a subir.

Tipos de criptomoedas 

Desde o surgimento da primeira criptomoeda, em 2009, as coisas mudaram muito no setor, principalmente com o surgimento de novos players

Bitcoins 

Esta foi a primeira moeda digital que surgiu no mercado. Satoshi Nakamoto é o pseudónimo da pessoa que criou os Bitcoins em 2009.

Por se tratar de uma moeda digital, não pode ser utilizada fisicamente. No entanto, graças aos anos em que o bitcoin está em funcionamento, já é aceite em plataformas como Overstock.com ou PayPal.    

Para além disso, existem empresas como o Bitcoin Revolution que ajudam a negociar ativos financeiros digitais. Desta forma, qualquer pessoa pode operar nos mercados financeiros de forma eficaz e ter acesso às ferramentas de negociação certas para gerir bitcoins. O software que utilizam está sempre em desenvolvimento contínuo para manter os dados do mercado financeiro atualizados. 

Dash

Esta criptomoeda foi lançada em 2014. Dash era originalmente conhecido como Xcoin, mais tarde foi renomeado como Darkcoin e finalmente foi batizado como Dash em março de 2015. 

O Dash foi desenvolvido com o objetivo de garantir a privacidade e o anonimato do utilizador. No artigo sobre criptomoedas, Evan Duffield e Daniel Diaz, co-autores da moeda, a descrevem como «a primeira criptomoeda com foco na privacidade«. Outro dos seus objetivos é tornar-se um meio de transações diárias como moeda digital que pode ser utilizada como dinheiro, cartão de crédito ou através do PayPal.

Dogecoin

Dogecoin (DOGE) foi lançada em dezembro de 2013 por Jackson Palmer e Billy Markus, e a própria empresa define-a como «a moeda da Internet». Esta criptomoeda de código aberto foi desenvolvida com base em peer-to-peer (arquitetura de aplicação distribuída que divide tarefas ou cargas de trabalho entre pares). Além disso, é considerada uma altcoin e uma moeda quase sarcástica, porque foi criada como uma brincadeira.

Baseia-se na Litecoin e algumas das suas características são: algoritmo scrypt, preço baixo e fornecimento ilimitado. Os seus principais seguidores trocam-na e utilizam-na como moeda para conteúdos das redes sociais.

Ether

Ether é o token transacional da rede Ethereum. Todos os programas e serviços ligados à rede Ethereum requerem potência informática e o Ether é a forma de pagamento para os participantes da rede realizarem as suas operações, razão pela qual é conhecido como o “combustível” da rede .

É uma criptomoeda muito particular, pois está vinculada a um sistema. No entanto, o resto das suas características tornam-a semelhante a moedas como bitcoin, já que também usa um livro digital compartilhado para registar todas as transações.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba