DHL Global Trade Barometer: o comércio mundial continua a um ritmo moderado

O Barómetro do Comércio Global da DHL (pelas suas siglas em inglês), indica uma nova contracção do comércio mundial nos próximos três meses. A perspectiva geral do comércio é reduzida em -2 pontos, para um novo valor de índice de 45. Isto significa que o comércio mundial continua a perder dinamismo, embora ligeiramente.

Com exceção da Índia, todos os países pesquisados são afetados pela desaceleração e índices recorde abaixo do limiar de 50 pontos de não crescimento.

«De acordo com o Barómetro do Comércio Global da DHL, o ano deve terminar com um comércio mundial moderado. No entanto, temos de ter presente de onde viemos: o rápido crescimento do comércio mundial nos últimos anos foi como subir o Evereste. Agora, estamos em declínio, mas ainda respiramos ar de altitude», diz Tim Scharwath, CEO da DHL Global Forwarding, Freight.

O declínio constante, mas ligeiro, afecta negativamente todos os países, excepto a Índia.

Dos sete países pesquisados, há seis perspectivas comerciais recorde ligeiramente negativas: Alemanha e China caem -3 pontos para um índice de 45 e 42, respectivamente. A desaceleração do comércio chinês é causada pela lentidão do comércio aéreo e marítimo, deixando a China com as perspectivas de crescimento mais fracas de todos os países inquiridos.

«A economia mundial está a entrar numa fase de estagnação, reflectindo um crescimento fraco e lento em algumas das principais economias e essencialmente nenhum crescimento ou ligeira contracção noutras. As persistentes tensões comerciais, a elevada instabilidade política e os riscos geopolíticos, bem como as preocupações quanto à eficácia limitada do estímulo monetário continuam a minar o sentimento das empresas e dos consumidores, com efeitos prejudiciais sobre o crescimento do investimento e a produtividade. O crescimento do consumo das famílias, que sustentou o desempenho económico recente, permaneceu forte, mas enfraquece nas principais economias avançadas e emergentes«, diz Eswar S. Prasad, professor de política comercial e economia da Cornell University em Ithaca, Nova York, EUA.

O declínio do período anterior chega ao Japão e ao Reino Unido com atraso: são os países com maiores perdas

Para além da Índia, destacam-se os desenvolvimentos de dois países em particular: o Japão e o Reino Unido. Enquanto o Japão e o Reino Unido foram os únicos países com perspectivas comerciais positivas na actualização anterior, em Setembro, os dois países registaram as maiores perdas neste período. Tanto o Japão como o Reino Unido estão a descer abaixo do limiar de 50 pontos.

Após um período de crescimento do comércio japonês, a previsão para o Japão cai por -5 pontos para 48. Esta desaceleração esperada deve-se principalmente ao enfraquecimento das perspectivas para o comércio aéreo japonês, que cai -7 pontos para 42 pontos de índice. Ao cair -4 pontos para 51, o comércio marítimo japonês ainda mostra uma dinâmica positiva de crescimento. No entanto, as perspectivas ligeiramente positivas não podem compensar a significativa desaceleração do comércio aéreo japonês. Ao contrário do Japão, o comércio do Reino Unido já tinha registado uma tendência descendente na atualização anterior. O GTB indica uma ligeira diminuição do comércio do Reino Unido, causada por uma ligeira diminuição do comércio aéreo (-4 a 49), bem como do comércio marítimo (-5 a 48).

A próxima actualização do GTB será lançada no final de Março de 2020. O relatório completo e mais informações sobre o Barómetro de Comércio Global da DHL podem ser encontrados em logisticsofthings.dhl/gtb.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba