Portugal está a viver um novo confinamento à semelhança do que aconteceu entre março e maio do ano passado e, também mais uma vez, o eCommerce volta a ser o principal indicador na dinamização do consumo no regresso ao confinamento geral e às medidas mais restritivas no controlo da pandemia.

Só no passado mês de janeiro, as compras online representaram 16%, estas são as conclusões do estudo da SIBS que registou ainda um decréscimo de 22% nas compras físicas na rede multibanco em janeiro em relação ao mesmo período de 2020. Também nas compras em loja o se tem notado um aumento bastante significativo da utilização do MB Way, um crescimento de 234% no último mês em comparação com janeiro de 2020.


“O número de transações no e-commerce continua em crescendo face ao período homólogo, em contraciclo com a tendência geral de quebra de consumo. Em janeiro registou-se um incremento de 37% das compras online, em comparação com o mesmo período do ano passado, em resultado das recentes medidas”, afirma a SIBS em comunicado.

A maioria das lojas não essenciais estão novamente fechadas. Este encerramento temporário fez com que o e-commerce voltasse a ser o método de compra favorito dos portugueses, promovendo uma aceleração em direção ao digital. Este é um aumento muito mais forte do que a subida de 14% observada durante o primeiro confinamento, entre março e maio de 2020.

Segundo a SIBS, o valor médio das compras registado em janeiro foi de 37 euros em loja e de 34,90 euros no e-commerce, com uma variação negativa de 4% em ambos os canais, face a novembro e dezembro de 2020.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram