Google não chega a acordo com jornais e revistas em França e é multada

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em janeiro deste ano, a Google e um lobby de editoras francesas concordaram com uma estrutura de direitos autorais para a gigante de tecnologia dos EUA pagar a agências noticiosas por conteúdo online, uma novidade para a Europa.

Porém, esta semana a Google não chegou a um acordo justo com editores de modo a poder usar o conteúdo noticioso que produzem no Google News, tendo-lhe sido aplicada uma coima de 500 milhões de euros pela autoridade da concorrência francesa.

Porque razão foi multada? A França impôs a multa de 500 milhões de euros à Google por não compensar os meios de comunicação pela utilização dos seus conteúdos noticiosos.

A multa de 500 milhões de euros tem em conta a excecional gravidade das infrações encontradas e o que o comportamento da Google significou em atrasos na aplicação adequada da lei sobre direitos conexos.

Isabelle de Silva, presidente da Autoridade da Concorrência francesa.

Este confronto entre a gigante tecnológica e os jornais, revistas e agências noticiosas já existe há bastante tempo, porém, a nível europeu a tensão tem vindo a aumentar devido à pressão que os editores têm feito às entidades reguladoras.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba