Mais de um terço dos portugueses já fez um pagamento fracionado numa loja física para comprar eletrodomésticos

A Younited, especialista em crédito instantâneo da Europa, divulgou os resultados de um estudo pan-europeu sobre os hábitos de consumo relativos aos pagamentos fracionados, segundo o qual mais de um terço dos portugueses já recorreu a esta modalidade de pagamento numa loja física com o objetivo de comprar eletrodomésticos.

70% dos europeus estão familiarizados com os pagamentos fracionados

O inquérito, realizado pela empresa de investigação independente MixFactory em Portugal, Espanha, Itália, Alemanha e França, conclui a emergência de duas grandes tendências: o crescente interesse dos consumidores por pagamentos fracionados durante um maior número de prestações mensais e a necessidade de conciliar a instantaneidade com a proteção do consumidor.

A nível europeu, segundo o estudo da Younited, mais de 70% dos europeus estão familiarizados com os pagamentos fracionados, sendo que 1 em cada 3 consumidores utiliza-os (41% em Espanha, 26% em Itália, e 34% em França e Alemanha). As três principais razões enumeradas pelos consumidores europeus para escolher esta modalidade de pagamento foram: distribuir as despesas ao longo do tempo, equilibrar o orçamento e fazer face às despesas.

O caso específico de Portugal

No caso de Portugal, o estudo da Younited revela que 88% dos consumidores portugueses inquiridos considera que, atualmente, os pagamentos fracionados estão amplamente disponíveis no retalho, sendo que 38% já fez um pagamento fracionado e 34% pondera recorrer a esta modalidade de pagamento. Apenas 28% afirma que não o irá fazer.

Entre os portugueses que já recorreram aos pagamentos fracionados, 59% fê-lo numa loja física, tornando Portugal no país com mais utilizadores desta modalidade de pagamento em espaços físicos, enquanto 35% foi numa compra feita pela internet.

De acordo com o estudo, os consumidores portugueses recorreram aos pagamentos fracionados para comprarem eletrodomésticos, equipamentos tecnológicos (computador, televisão, etc.), smartphones, serviços (viagens) e mobília. No que diz respeito a montantes, entre 300 e 499 euros foi o segmento mais procurado assim como 2 a 4 prestações foram as parcelas mais requisitadas (45%).

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top