A Mango acrescentou cerca de 900.000 novos clientes digitais durante os meses em que o confinamento de COV-19 se prolongou. Graças a este aumento significativo, a empresa está perto dos 6 milhões de clientes activos nas suas plataformas de comércio electrónico.

Este aumento de novos clientes online explica, em parte, o crescimento significativo do volume de negócios alcançado neste canal entre 15 de Março e 1 de Junho. A Mango faturou cerca de 50% mais do que no mesmo período em 2019. Durante estes mesmos dias, a multinacional registou também mais de 140 milhões de visitas ao seu comércio eletrónico, o que significa um crescimento de 20% em comparação com o mesmo período do ano passado.


Como explica Toni Ruiz, CEO da Mango, «Em 2019, as vendas em linha da Mango já representavam 24% do nosso volume de negócios total. E este ano, o nosso canal de comércio electrónico está a crescer acima do objectivo inicial de 20%, o que é sem dúvida um número excelente«.

«O confinamento da COVID-19 devido à crise sanitária intensificou o processo de digitalização no sector. O fato de termos lançado o nosso comércio eletrónico há 20 anos permitiu-nos enfrentar esta situação excecional com todas as garantias e capacidades para atender ao crescimento do comércio em linha. Vamos continuar a acelerar a transformação digital de toda a empresa«, acrescenta Ruiz.

A Mango fechou 2019 com um crescimento de 26,7% nas vendas online, atingindo 564 milhões de euros, o que representa quase 24% do volume de negócios total do grupo.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram