OLX: “Temos notado que a inflação também está a atingir o mercado da revenda”

Na maior época de compras do ano, a eCommerce News Portugal esteve à conversa com Andreia Pacheco, Head of Marketing do OLX Portugal para perceber melhor a Black Friday numa das maiores plataformas de revenda de Portugal.

Ecommerce News: A Black Friday está a chegar. O que pretendem fazer para se destacarem na maior época de compras do ano?

Andreia Pacheco: O OLX é uma plataforma onde, ao longo de todo o ano, os consumidores já sabem que podem encontrar produtos com preços mais baixos e fazer bons negócios. Por esse motivo, podemos até dizer que, no OLX, é como se fosse Black Friday todo o ano. De qualquer forma, esta é uma época em que nos focamos sobretudo em melhorar a oferta e aumentar a visibilidade dos anúncios dos nossos vendedores, para que estes sejam mais facilmente encontrados por possíveis compradores. Essa é a razão pela qual fizemos descontos de 70% no investimento dos destaques de anúncio, na plataforma, de 2 a 4 de novembro.

EcN: Como funciona a vossa Black Friday visto que não são uma loja online convencional (são de revenda)?

AP: Cada vendedor é responsável pelo valor dos artigos dos seus serviços, pelo que não conseguimos interferir com o valor. A maioria dos anunciantes diminui o valor dos seus artigos neste período, de forma a aproveitar a onda de aumento de procura que deriva da Black Friday. Muitos também fazem o destaque dos seus anúncios, para que estes ganhem ainda mais visibilidade no topo das listas de resultados dos artigos nas categorias do OLX

EcN: Quais as tendências para esta Black Friday?

AP: Tradicionalmente, a Black Friday é uma época na qual o consumidor aproveita para comprar artigos de tecnologia, eletrodomésticos e produtos que, no resto do ano, podem ter um custo mais elevado. Por exemplo, na área de tecnologia, há este novembro uma preferência de procura por Playstations, televisões, portáteis e colunas. Na área de móveis e casa, a tendência é sobretudo por frigoríficos, camas e sofás. Já na categoria de bebé, há sobretudo procura por carrinhos e berços. Considerando a generalidade de todas as categorias, alguns dos artigos mais procurados nesta fase são bicicletas e frigoríficos.

EcN: Qual o impacto da inflação nesta Black Friday? A situação económica atual está a alterar significativamente o comportamento do consumidor?

AP: As pessoas estão a procurar mais por artigos que, em novos, são mais caros mas que podem ser adquiridos em segunda-mão em bom estado e a um valor mais acessível. No entanto, temos notado que a inflação também está a atingir o mercado da revenda e verificámos que os artigos em segunda-mão estão cerca de 20% mais caros do que no ano passado. O que tem acontecido é que os artigos que agora se estão a vender em segunda-mão têm o mesmo preço que há três ou cinco anos atrás, o que é bom para quem vende, pois não perde tanto dinheiro, mas quem compra está a gastar mais do que gastaria há alguns anos. Isto acontece em artigos caros como berços, espreguiçadeiras, camas, sofás, bicicletas, instrumentos musicais, frigoríficos, entre outros. O que também se observa é a oportunidade de vender para recuperar o investimento inicial no produto. Artigos que no ano passado não estavam no topo dos anúncios, agora começam a surgir, o que significa que há mais pessoas a vender para fazer negócio e rentabilizar.

EcN: Quais as situações de crise que já atravessaram? Qual o princípio básico para responder a uma situação dessas?

AP: O OLX esteve presente nas últimas crises nacionais e mundiais. Atravessámos a crise económica de 2008, a pandemia mundial da Covid-19 e, neste momento, esta nova crise de inflação. Do ponto de vista económico, acreditamos que conseguimos ajudar os consumidores nestes momentos de maior dificuldade. Do ponto de vista interno, sendo uma plataforma com mais de três milhões de anúncios, é natural que por vezes surjam situações que necessitam de intervenção da nossa equipa de apoio ao cliente. Temos uma equipa de segurança, apoio técnico e apoio ao cliente extremamente qualificada e dedicada, que recorre a diversas ferramentas para, desde logo, evitar que este tipo de situações ocorram e que atua de forma eficiente quando ocorrem.

EcN: Qual a importância e como podem beneficiar de serem um negócio online numa situação de crise?

AP: Nos momentos de crise, estamos sempre preparados para uma diminuição de tráfego e das receitas, mas na realidade os nossos utilizadores veem o OLX como um parceiro, que ajuda a poupar mas também a fazer negócio com a venda de produtos que já não utilizam. Ou seja, de ambas as formas, seja a comprar mais barato ou a obter um rendimento extra com as vendas, os utilizadores do OLX continuam a recorrer à plataforma neste tipo de circunstâncias, o que acaba por resultar num crescimento da plataforma. No entanto, no caso do período de pandemia, houve decréscimo em algumas categorias, como emprego e carros.

EcN: De que forma é que as redes sociais e a disseminação rápida de opiniões online afetam o OLX?

AP: Atualmente, todas as marcas têm de estar prontas para atuar num mundo digital. A interação direta com os consumidores nunca foi tão frequente nem tão exigente como nos tempos atuais. Esta nova relação com os clientes pode criar algumas dificuldades, mas acreditamos que este nível de proximidade tem sobretudo consequências positivas, pois permite mais facilmente perceber quais as expectativas, necessidades e ambições dos utilizadores em relação aos produtos e serviços.

EcN: O que mudou no OLX antes, durante e após a pandemia?

AP: O OLX tornou-se mais preocupado com os utilizadores e focou-se em criar uma plataforma segura, cómoda e de fácil utilização por parte dos clientes. Também nos focamos mais na consciencialização para com um mundo mais sustentável e em fomentar a economia circular, poupando emissões de CO2 com o prolongamento da vida útil dos produtos.

EcN: Quais são os planos para o futuro do OLX?

AP: No futuro próximo, pretendemos sobretudo melhorar a forma como se compra e se vende, tornando a plataforma mais segura através do serviço de entregas OLX. Queremos apostar na conveniência e ser uma plataforma facilitadora, na qual o consumidor pode encontrar praticamente todos os produtos e serviços a um preço mais acessível.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top