Regresso às aulas: Material escolar vai custar +16,5% em 2022

O preço de um cabaz de material escolar está €15 mais caro face a agosto de 2021, o que representa uma subida de 16,54%, revela uma análise do KuantoKusta às variações de preços dos artigos de ‘Regresso às Aulas’.

Segundo o comparador de preços, em agosto do ano passado, um cabaz básico para um aluno de 2º ciclo, composto por artigos como lápis e esferográficas, cadernos, mochila, estojo e calculadora científica, custava €92,12, enquanto em agosto deste ano, o mesmo cabaz tem um custo de €107,36, mais €15,24 que no ano passado.

Entre os artigos analisados – os mais procurados dentro de cada categoria – as maiores subidas de preço verificaram-se no estojo (+42,86%), nos cadernos A4 (+26,54%) e na mochila (+10,81%). Os lápis e esferográficas selecionados foram os únicos que mantiveram o preço.

Cabaz básico de regresso às aulas do KuantoKusta – 2º ciclo

Segundo os cálculos do KuantoKusta, a inflação e o aumento dos custos de muitos materiais impactaram os preços de artigos como lapiseiras e minas (com uma subida média de preço de 205%), papel A4 (+160%), furadores e agrafadores (+115%) e lápis, afias e borrachas (+105%).

Ainda que algumas categorias de produtos tenham registado uma descida de preço médio praticado, mantiveram-se próximos dos valores registados em agosto de 2021, destacando-se aqui as mochilas escolares (-9%), as calculadoras (-8%), as cadeiras de escritório (-6%) e os estojos (-2%).

O comparador de preços justifica estas variações ligeiras com as campanhas de incentivo à compra que marcas e lojas realizam neste período.

KuantoKusta aconselha consumidores a anteciparem compras

Com o aproximar do início das atividades letivas, a procura por material escolar e artigos de escritório já se fez sentir no início de agosto, com um aumento de 44,17% entre 25 de julho e 9 de agosto.

Neste período, a variação da procura foi mais significativa na categoria de material escolar (+93,5%) com destaque para os cadernos (+187,5%) e mochilas escolares (+287,5%). Em mobiliário de escritório, destaca-se o aumento das pesquisas por secretárias (437,5%) e cadeiras de escritório (78,57%).

No entanto, segundo André Duarte, diretor comercial do KuantoKusta, o pico de consumo destes artigos dá-se na segunda e terceira semanas de setembro (entre 13 e 23, no caso do ano passado).

A variação da inflação tem uma influência direta na capacidade de as lojas acompanharem o ritmo de campanhas e promoções de anos anteriores. Por outro lado, os consumidores perderam poder de compra e têm mais interesse em comparar preços e fazer compras informadas, precisamente pela necessidade de esticar o orçamento.

André Duarte, diretor comercial do KuantoKusta

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top