Saiba quais os meios e plataformas mais relevantes em 2021 para os consumidores portugueses

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A segunda edição do estudo de mercado “Meaningful Media”, elaborado pelo Havas Media Group apresentou quatro grandes conclusões:

  • os consumidores portugueses preferem os canais abertos de TV e os motores de busca considerando-os como os mais indispensáveis;
  • a perceção de indispensabilidade está intimamente ligada à capacidade de atualização;
  • encontrar o equilíbrio certo entre informação e entretenimento é essencial para a indispensabilidade;
  • apesar da crescente cobertura, é nos canais digitais que os consumidores encaram a publicidade como mais intrusiva.

Em 2021, no que se refere ao consumo diário, os motores de busca (83%), as redes sociais (75%) e os canais de televisão abertos (68%) continuam a liderar os hábitos dos portugueses. No entanto, numa comparação face aos dados do ano passado, verifica-se um decréscimo do consumo diário nas redes sociais, nos canais de televisão por subscrição e no Youtube.

Quanto à indispensabilidade, os canais abertos (referidos por 63% dos inquiridos) e os motores de busca (51%) mantêm-se como os meios mais indispensáveis, com os canais de Tv a reforçarem essa posição. As redes sociais (27%) saem menos favorecidas nesta segunda vaga do estudo, por oposição à rádio (38%) e jornais (35%), que ganham relevância junto dos inquiridos.

Para se manterem atualizados, 66% dos consumidores portugueses recorrem sobretudo à televisão (canais abertos) e 52% aos motores de busca. Os jornais, preferidos por 39% dos inquiridos, trocam de posição com as Redes Sociais, assumindo maior importância.

No que se refere à credibilidade, os canais de Tv abertos, os jornais e a rádio mantêm-se como os mais credíveis.

Na liderança do entretenimento, situam-se as redes sociais (47%) e os canais de Tv abertos (40%). Cresce o reconhecimento do Youtube enquanto canal usado para a descoberta de coisas novas para 50% dos inquiridos, em detrimento das redes sociais (48%).

71% dos inquiridos considera que a publicidade é crucial para a sobrevivência dos meios de comunicação, e apenas 36% está disposto a pagar para evitar publicidade, com predominância para os mais novos.

Mais de um ano após o início da pandemia e após vários confinamentos, procurámos saber se existem alterações na forma como os portugueses encaram os media e a publicidade. Acreditamos que é essencial continuar a investigar a relação entre consumidores e meios de comunicação, porque só assim poderemos continuar a construir experiências de media relevantes e eficazes. Os resultados deste ano mostram que atingir o equilíbrio certo entre atenção, cobertura e incómodo é cada vez mais um jogo delicado que nos leva a considerar novos cursos de investigação, explorando que dimensões da experiência de media têm maior potencial para gerar uma resposta favorável nos consumidores.

Sofia Vieira, Insights & Strategy Director do Havas Media Group

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba