Pela primeira vez na história, espera-se que a compra social atinja os dois dígitos

A Black Friday e a Campanha de Natal de 2019 irão gerar vendas online mundiais de 768 mil milhões de dólares, um aumento de 15% em relação ao ano passado. Estes são dados do Salesforce, cujas previsões estão incluídas no «Connected Shoppers Report«, cuja terceira edição será publicada a 15 de Outubro.

Para a Black Friday, a previsão de receita digital será de cerca de 7.300 milhões de dólares nos EUA e 39.600 milhões de dólares no mundo. A Cyber Monday significará 8,.2 mil milhões de dólares adicionais nos EUA e 32.2 mil milhões de dólares em todo o mundo.

«Com seis dias a menos entre o dia de Ação de Graças e o Natal, os retalhistas estarão sob pressão para gerar e satisfazer a demanda antes e depois da Cyber Week«, disse Rob Garf, vice-presidente de estratégia e análise de Retail e bens de consumo da Salesforce.

«Dito isto, os nossos dados indicam uma temporada digital muito forte à frente. Os retailers que oferecem experiências mais personalizadas, a capacidade de fazer compras online e recolher na loja e, claro, preços imbatíveis, serão os únicos a ter sucesso nesta temporada de férias».

Embora os EUA sejam uma temporada de vendas mais curta, a Salesforce espera um crescimento sustentado e sólido de 13% na receita de ecommerce em 2018, com vendas totais atingindo um recorde de 136 mil milhões de dólares nos EUA e 768 mil milhões de dólares em todo o mundo (15% a mais que em 2018).

As lojas vão antecipar os seus descontos

Com o Dia de Ação de Graças a 28 de novembro, os compradores têm seis dias a menos entre a Semana Cibernética (25 de novembro e 2 de dezembro) e o Natal para fazer compras. Isso fará com que a receita seja distribuída de forma mais uniforme ao longo dessa semana de compras. Na verdade, a Salesforce espera que os retalhistas vendam mais do que no ano passado na terça-feira e quarta-feira antes do Dia de Ação de Graças, alcançando um crescimento de 22% nas vendas online.

Esses consumidores «observadores» irão explorar novos canais (como assistentes de voz, plataformas de mensagens e redes sociais) para se inspirarem e obterem os seus produtos favoritos ao melhor preço. As redes sociais serão um forte canal de compras durante a Cyber Week: 10% das compras em dispositivos móveis virão de canais sociais na quarta-feira antes do Dia de Ação de Graças. Isso representa a maior proporção de compras de celulares redirecionadas das redes sociais ao longo da campanha, superando mesmo o pico da Black Friday.

A recolha em loja vai prolongar uma campanha mais curta

Nos Estados Unidos, os consumidores têm um prazo limite para as suas encomendas de Natal: 14 de dezembro. Assim, os retalhistas vão tentar impulsionar o crescimento da receita nesta campanha mais curta do que o habitual com a modalidade ‘click and collect‘, ou seja, compre on-line e recolha na loja. 83% dos compradores planeiam comprar os seus presentes de Natal numa loja física e essa opção favorece a opção de comprar mais tarde.

O retalhista que oferece «click and collect» facturará mais 28% durante os cinco dias anteriores ao Natal. Isto deve-se principalmente ao facto dos compradores serem 48% mais activos nos websites destas lojas durante este período.

A Geração Z impulsiona a compra social

Atualmente, quase uma em cada dez compras online é feita em canais digitais emergentes, como social media, plataformas de mensagens e dispositivos habilitados para voz. Esses canais estão na «fronteira» das propriedades da marca e dos retalhistas. Na verdade, a preferência por compras no limite é ainda mais pronunciada entre os Gen Zers (nascidos entre 1994 e 2010), que são 3,5 vezes mais propensos do que os Baby Boomers (nascidos entre 1946 e 1964) a usar esses estabelecimentos emergentes.

À medida que a Geração Z ganha mais poder de compra e influência sobre os hábitos de consumo dos seus pais, as suas preferências irão empurrar as compras até ao limite. Pela primeira vez na história, espera-se que as compras sociais atinjam um valor de dois dígitos. Na verdade, 37% dos Gen Zers também dizem que o Instagram será a sua fonte preferida de inspiração para as compras de Natal. Espera-se também um aumento das compras em canais alternativos, tais como plataformas de jogo, com um em cada quatro millennials e a Gen Zers a utilizar consolas de jogos para comprar.

Cyber Monday, o melhor dia para obter descontos

Apesar da estagnação das taxas de envio gratuito, os descontos continuarão a aumentar. E, por uma boa razão, 47% dos consumidores dizem que só comprarão artigos durante a campanha de Natal. Eles também dizem que os códigos promocionais são o fator número um que influencia as suas compras: dois terços dos entrevistados dizem que prestam mais atenção aos e-mails das lojas nesta temporada, pois estão à espera de ofertas atraentes.

Durante esta campanha, os retalhistas irão premiar os «caça descontos» com descontos online significativos antes do início da semana-chave, com um aumento de 9% nos descontos em relação à semana anterior. Por outro lado, a Cyber Monday continuará a ser o melhor dia do ano para encontrar os melhores descontos online, com uma média de 29%.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram