Os Retailers ao redor do mundo não podem ignorar a importância da Black Friday, que começa na sexta-feira, 24 de novembro e termina na Cyber Monday, 26 de novembro. Este evento comercial, também conhecido como Cyber Week, tornou-se o período de vendas mais importante do ano no mercado americano e, nos últimos dois anos, na Europa.

Durante a Black Friday do ano passado, a plataforma de afiliados Awin estimou as vendas do dia em 69 milhões de euros. Mas a campanha não começa para os vendedores no dia 24. Outubro é para eles o mês chave para se prepararem para este evento. No final do mês, os consumidores começam a procurar ofertas. Portanto, é desejável estar preparado para esse tempo, essas quatro dicas podem ser úteis para preparar um e-commerce para Black Friday 2017.

  1.    Criar um plano de marketing especial para a Black Friday

É importante ter um plano de marketing adequado para Black Friday e para o Natal. Porque 30% das vendas durante todo o ano são feitas durante o terceiro trimestre do ano. Esse planeamento permite programar campanhas e assim atingir as metas para a Sexta-Feira Negra ou para datas posteriores. Isto não significa que você tenha que fazer uma mudança profunda na organização, mas é uma boa oportunidade para empreender mudanças concretas.

Criar um calendário com datas relevantes, inserir banners na web ou lançar campanhas de e-mail pode ajudar nos esforços de marketing. Também é útil encontrar anunciantes com quem alcançar mais audiências, como Black-Friday.sale ou plataformas de cupons de desconto. Metade das compras na última Black Friday foram feitas através de plataformas de código de desconto. As semanas anteriores são uma grande oportunidade para experimentar com o Google Adwords, otimização de palavras-chave ou campanhas de redes sociais.

  1.       Analisar e utilizar os dados para criar uma estratégia de determinação de preços

As vendas online facilitam o controlo do tráfego e das vendas. Todas as informações coletadas pelos cookies devem ser analisadas para estabelecer uma estratégia de preços adequada. Embora empresas competitivas como a Amazon ofereçam descontos até 70%, é necessário encontrar benefícios em cada transação.

Quando um utilizador navega através de um e-commerce, todas as suas interações com o site podem ser medidas. Por exemplo, podes descobrir se é um novo cliente ou não, como chegou ao site, de que dispositivo, etc. Uma boa análise de todas estas variáveis oferece muitos dados relevantes que podem fazer a diferença na campanha deste ano.

  1.    Stock e entrega

Um dos maiores receios de um e-commerce em qualquer campanha de vendas é ficar sem stock. E este medo aumenta num dos maiores períodos de vendas do ano. Para evitar este problema, é necessário verificar se existe material suficiente disponível para satisfazer as exigências dos consumidores.

Um truque útil é certificar-se de que o stock é suficiente para o período da Sexta-Feira Negra até ao final da campanha de Natal, tanto em quantidade quanto em variedade de produtos. Este período do ano, ao combinar grandes descontos com celebrações, gera sempre um grande número de vendas. Também é aconselhável estabelecer um plano no caso de um determinado artigo estar esgotado, como é que o cliente será comunicado para evitar problemas e desconforto?

  1.    Criar uma equipa específica para a Black Friday

Estabelecer uma equipa de operações dedicada ao Black Friday ajuda a expandir a capacidade e simplificar os processos. Se não houver possibilidade ou capacidade de criar essa equipe especializada, alguns dos funcionários podem precisar de trabalhar horas extras. Se isso acontecer, acentue aos trabalhadores a importância do seu trabalho nesses dias e por que não, dar um tratamento especial aos trabalhadores durante essas longas horas.

 

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram