6 formas de pensar em 2021 depois das quebras de consumo antes do Natal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A REDUNIQ, rede nacional de aceitação de cartões nacionais e estrangeiros, acaba de divulgar os dados mais recentes sobre a evolução transacional no sistema de retalho português, que volta a registar em novembro uma nova fase de quebra do consumo, com o número acumulado de transações e da faturação total de 2020 a atingirem -12,50% e -18,05%, respetivamente, face a igual período de 2019. 

Um dos sectores mais afetados em 2020 pela crise sanitário foi o turismo que só recuperará a valores similares aos de 2019 daqui a 4 anos 2024, algo que que nos teremos que preparar, vista a alta representação da faturação em turismo em Portugal.

A REDUNIQ deixou-nos 6 insights a ter em conta para 2021:

  • O turismo demorará a recuperar o que configura um novo Baseline (90% economy)
  • A normalidade retornará quando as regras reverterem (a vacina não mudará comportamentos)
  • O grau de Prevalência do teletrabalho será decisivo no definir de procuras
  • Há mudanças de comportamento que poderão ser Perenes
  • O risco da confluência de 2 crises
  • O risco de falhas sistémicas do lado da oferta

 

Relatório REDUNIQ INSIGHTS

De acordo com o relatório REDUNIQ Insights, a atual conjuntura da atividade transacional justifica-se pela sequência de restrições impostas pelo Governo que, no seu conjunto, têm vindo a condicionar o funcionamento da oferta e comportamentos da procura, especialmente num período do ano em que normalmente se verifica uma aceleração do consumo.

Para Tiago Oom, Diretor da REDUNIQ, “o agravamento dos resultados transacionais em diversas categorias do sistema retalhista representa um verdadeiro contraciclo com o que seria a natural tendência de consumo observada a pouco mais de um mês do Natal, período que se esperava, inicialmente, poder contribuir para a recuperação das brutais perdas acumuladas a partir do primeiro Estado de Emergência”.

Outra das conclusões do novo relatório da REDUNIQ é o facto deste novo agravamento em novembro ser transversal a todo o território nacional. No ranking dos distritos com maior perda de faturação acumulada continuam as regiões do país que mais sentiram a diminuição do número de turistas: Faro, Lisboa, Madeira, Porto e Açores registaram quebras de faturação até novembro de 28%, 26%, 21%, 16% e 16%, respetivamente.

Já quando analisada a evolução transacional por setor de atividade entre outubro e novembro, as categorias mais prejudicadas e beneficiadas com as medidas restritivas em termos homólogos foram:

Mais uma vez, refere Tiago Oom, “as quebras sentidas pelos diversos setores são o efeito claro que as medidas de combate à pandemia têm nos hábitos de consumo dos portugueses. Se, por um lado, temos uma diminuição da afluência aos centros comerciais – influenciando assim os resultados das categorias de Moda e Perfumaria – temos, por outro lado, as medidas de proibição de circulação entre concelhos – que afetam a circulação de veículos e, por sua vez, a atividade das gasolineiras – bem como o recolher obrigatório nos fins de semana a partir das 13 horas – o que dificulta à restauração faturar no período da semana mais importante para o seu negócio”.

A par deste impacto, o Diretor da REDUNIQ acrescenta ainda que “graças às novas restrições, é particularmente interessante observar o desaparecer dos sábados como normais picos semanais de consumo. Neste novo contexto, as sextas-feiras assumiram-se como os novos dias de maior consumo, tendo estas até alguma capacidade de compensar perdas por limitação de acesso aos fins de semana”.

Para além da análise transacional de novembro, o mais recente REDUNIQ Insights dá especial enfoque ao período da Black Friday. 

Outra tendência que se verificou no sistema de retalho português foi a aceleração do consumo comparando a semana de 6 a 12 de dezembro com a semana de implementação do Estado de Emergência (9 de novembro). Destaque para o crescimento da faturação das perfumarias (mais 93%), da moda (mais 55%), dos hiper e supermercados (mais 23%), dos eletrodomésticos e tecnologia (mais 19%) e do Retalho Alimentar Tradicional (mais 16%), que acabou por beneficiar dos limites impostos aos formatos de maior dimensão. Já na restauração, o arranque de dezembro também evidenciou uma melhoria, com o último sábado (12 de dezembro), a apresentar o melhor valor registado aos sábados desde a implementação do estado de emergência, com um crescimento de 42% face ao dia 14 de novembro. 

Para Tiago Oom, “apesar das medidas de recolhimento a partir das 13 horas em vários concelhos no decorrer dos dois fins de semana seguidos de tolerância de ponto e feriados, a verdade é que assistimos a uma importante retoma da dinâmica de recuperação, no que acreditamos ser a entrada em modo Natal, aliada ao anúncio do alívio das restrições a impor pelo Governo durante a semana de Natal”. Ainda assim, acrescenta, “será necessário avaliar a evolução da atividade transacional até ao final do ano, de forma a conseguir validar se o Natal será efetivamente potenciador da recuperação das perdas acumuladas nos diversos setores”.

A REDUNIQ destaca ainda no seu relatório a evolução registada ao nível dos pagamentos por contactless, que em novembro representaram já 35% do total de faturação dos negócios portugueses, face aos 34% do mês anterior e aos 8% alcançados em período homólogo.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Lengua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
gdpr logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba