Comércio digital vê oportunidade em artigos religiosos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
A religião continua a manter um papel bastante importante e teve de se adaptar aos ritmos digitais do quotidiano.

Em Portugal, cerca de 75% do património é de origem religiosa, e segundo a Confederação do Turismo Português, em 2010, o turismo religioso em Portugal foi responsável por 700 milhões de euros, embora estes dados não sejam oficiais.

O nosso país tem templos, locais de culto e festas religiosas que fazem novos caminhos turísticos de norte a sul e, neste sentido, os serviços digitais e o comércio eletrónico de artigos religiosos são outro tipo atividade económica despoletada pelo forte sentimento religioso e pelos avanços tecnológicos.

Entre as incontáveis ofertas de aplicações cristãs, podemos destacar o Pocket Catecismo, ideal para quem quer aprender mais sobre o catolicismo, iMissa permite assistir às cerimónias de domingo, BibleQuizzer responde a questões sobre o livro mais lido no mundo de uma maneira didática ou ainda Religions of the World, para quem estiver interessado em perceber os conceitos por trás das várias religiões que existem.

O que é facto é que os números relativos às aplicações de telemóvel são auspiciosos: no primeiro trimestre de 2020 foram descarregadas 31 mil milhões de aplicações e o crescimento de gastos com as mesmas aumentou de 20%. Tendo em conta que o Papa comunica por várias contas no Twitter, podemos afirmar que a presença digital é garantida até para a fé.

Já em relação ao comércio eletrónico de artigos religiosos, a Holyart é um caso que merece destaque, dado que a empresa italiana dispõe de um vasto catálogo de artigos religiosos no seu marketplace. Em termos de números, empresa comercializa mais de 800 itens diários e entrega mais de 80 mil pacotes anuais a clientes de mais de 160 países do mundo.

Apesar do comércio eletrónico em Portugal avançar a uma velocidade inferior à da União Europeia (apenas 10% das empresas presentes no bloco como um todo dedicam-se exclusivamente a promover vendas online) as previsões para o futuro indicam-nos que já são várias as plataformas online espalhadas pelo país.

Sem dúvida nenhuma que os artigos religiosos vão continuar a ter grande peso e importância e que os processos de digitalização acelerados pela covid-19 vão certamente trazer inovações neste setor.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba