O Google dá um passo em frente e põe um fim à publicidade invasiva. O gigante da tecnologia anunciou a semana passada que irá remover cookies de terceiros do seu navegador Chrome dentro de dois anos. Desta forma, o Google está, pela primeira vez, a colocar um prazo nos cookies, um dos pilares fundamentais do negócio publicitário do Google.

A notícia chega logo após a empresa de Internet Brave ter apresentado uma queixa contra a Chrome à Comissão Irlandesa de Protecção de Dados (DPC). Na queixa, o proprietário de um navegador «privado, seguro e rápido» alegou que o Chrome tinha instalado crawlers de identificação para recolher informações dos seus utilizadores sem o seu consentimento.

Os cookies de terceiros são uma das ferramentas mais utilizadas no marketing personalizado. Os anunciantes rastreiam as pesquisas para identificar os hábitos dos utilizadores na Internet e para entregar publicidade personalizada. Ao remover tais informações no prazo de dois anos, a empresa é colocada em pé de igualdade com concorrentes como Firefox ou Safari em termos de privacidade.

O Chrome é a primeira escolha para a pesquisa, e já tem uma quota de mercado de cerca de 64%, de acordo com Statcounter. Esta nova regra do Google tornará muito difícil para as empresas de publicidade na Internet, que utilizam estes cookies para vender aos anunciantes espaços de difusão digital adaptados ao seu público-alvo.

«O nosso objetivo é tornar a web um sitio mais privado e seguro para os utilizadores da Internet, enquanto apoiamos os anunciantes«, disse o diretor de engenharia da Chrome, Justin Schuh, ao anunciar a decisão.

Cookies de primeiros ou terceiros

É importante ressaltar que este novo movimento afeta apenas cookies de terceiros, ou seja, aqueles implementados por terceiros sem relação com a página visitada (como os anunciantes); e diferenciá-los dos cookies de primeiros. Estes últimos são geridos pelo domínio a ser visitado e a sua função é acelerar e facilitar a navegação e as visitas futuras. Por exemplo, lembrar nomes de utilizadores e senhas ou preferências de navegação são cookies de primeira viagem.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram