Ikea vai aumentar os preços em 9% devido à inflação

O Grupo Ingka, dono da Ikea, decidiu aumentar os preços dos seus produtos em 9%. Isto deve-se ao conjunto de mudanças económicas no país, como a crise de abastecimento e os preços das matérias-primas, que levaram à inflação. Embora isto varie dependendo da situação de cada país.

Tolga Öncü, diretor de operações de retalho da Ikea, disse em comunicado que o objetivo deste aumento de preço é «criar um dia a dia melhor para muitas pessoas e salvaguardar a nossa competitividade e a resistência da nossa empresa».

Inflação será compensada por aumento de produtos de baixo preço

Para evitar o caos causado pela inflação, a empresa recorreu a uma estratégia que traz a margem bruta do produto ao menor patamar possível, oferecendo assim um preço final menor, ou seja, aumentando a percentagem de produtos com preços baixos«Investimos grande parte do nosso lucro líquido no negócio para manter os preços o mais baixos possível», disse Öncü.

Ikea bate recorde de faturação

A Ikea fechou o ano passado de 2021 com uma faturação total de 41.900 milhões de euros, o que representa um aumento de 5,8% em relação ao ano anterior, e 1,4% a mais de acordo com os números pré-pandemia.

Para além disso, o Grupo Ingka conseguiu encerrar o ano com um total de 3,2 biliões de euros em investimentos como lojas físicas, redes de distribuição, compliance de clientes, energia renovável, veículos zero emissão e silvicultura.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba