Um novo inquérito conduzido pela Juniper Research descobriu que mais de 50% dos consumidores dos EUA que querem mudar de banco considerariam um banco exclusivamente digital, com a mesma descoberta refletida num inquérito britânico semelhante.

Contudo, os resultados mostraram que os bancos precisam de ser mais do que tecnologicamente competentes; as principais prioridades dos utilizadores incluem benefícios de inscrição e boas taxas, que são muitas vezes mais importantes do que as características digitais.


O novo relatório, Pesquisa de Comércio Digital: Atitudes do Consumidor em relação ao Mobile Banking, mCommerce e Contactless, observa que existem diferenças marcantes entre os consumidores dos EUA e do Reino Unido em torno dos motivos para trocar de banco. O motivo mais comum nos EUA é para benefícios de inscrição, mas os utilizadores do Reino Unido preferem taxas gerais melhores.

As integrações digitais são menos importantes para os consumidores, com 26% dos switchers dos EUA a relatar a integração com outros serviços como importante. No Reino Unido, onde as integrações de Open Banking estão disponíveis, apenas 13% dos que mudaram consideram isto um motivo para mudar.

O uso do cartão muda a batalha dos pagamentos sem contacto

A pesquisa descobriu que o COVID-19 aumentou muito o uso de pagamentos sem contacto, com 60% dos utilizadores sem contacto nos EUA a declarar a segurança do COVID-19 como uma razão para usar pagamentos sem contacto.

“Os cartões sem contacto tornaram-se um recurso fundamental para o cenário de pagamentos dos EUA, em grande parte por causa do COVID-19”, observou o autor da pesquisa James Moar.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram