O desafio da logística no e-commerce está no imediatismo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A chamada «última milha», o último passo antes da entrega do produto ao cliente, juntamente com as «exigências» que a sociedade atual impõe às empresas de logística e comércio eletrónico, tem sido um desafio para o setor. Em resumo, reunir um sistema de gestão integral baseado em novas tecnologias, big data, machine learning, etc., que permitam otimizar a gestão e torná-la mais sustentáveis é a tendência clara na logística.

Nas palavras de Manuel Montesinos, Director de Marketing da Mactual.com, «Questões como a segurança no pagamento, entre outras, estão a ocupar um lugar secundário entre as preocupações dos clientes de comércio eletrónico, por oposição a um maior rigor e rapidez nos prazos de entrega.  Vamos ter em mente que já estamos a falar de compra «ao vivo» ou entrega no mesmo dia. Não há dúvida de que a logística está a ser e será no futuro o cavalo de batalha para o prestígio do sector do e-commerce”.  

Alguns exemplos de novidades logísticas presentes e futuras

«Click and collect”: Pontos de recolha da conveniência do cliente e lojas físicas já são oferecidos por várias empresas de comércio eletrónico, num sistema que permite uma redução de custos, além de ser mais sustentável.

Novas plataformas logísticas: A ascensão do comércio eletrónico exige a existência de novas instalações próximas aos centros urbanos para levar o produto aos clientes, mas também estão a estabelecer plataformas de distribuição urbana dentro das cidades.

«Caixas de correio inteligentes«: são instaladas em edifícios residenciais e de escritórios e as empresas de transporte que aderem ao sistema entregam o produto, independentemente de o cliente estar ou não disponível.

«Dropshipping«: Consiste numa venda online através do fornecedor e do cliente final, ganhando agilidade e rapidez nos envios. Isto significou um grande esforço logístico para os distribuidores, uma vez que o armazenamento e envio dos produtos até ao cliente final é feito diretamente por eles. Não obstante, com isto tem-se ganho em qualidade e prontidão face ao cliente final.

Veículos, presentes e futuros: Se já existe uma tendência para a utilização de veículos comerciais mais leves ou híbridos, o futuro deve necessariamente passar pelos veículos elétricos. E num futuro não tão distante, veículos autónomos como o Nuro e os drones.

Mesmo assim, com todos os avanços atuais e futuros, os responsáveis pela Mactual.com entendem que a velocidade não nasceu como uma exigência do cliente, mas foi sim o e-commerce que a introduziu como elemento diferenciador. No entanto, deve ter-se em mente que «embora que para um cliente seja fundamental a velocidade na entrega, há uma percentagem de envios para as casas que não é entregue na primeira tentativa, na maioria dos casos por incompatibilidade de horário do cliente«, comentou Mactual.com.  Este tipo de incidente é atribuído à logística «não lhe deveria ser atribuído, mas sim o contrário. Atualmente, as empresas do setor investem muito em encontrar soluções inovadoras para estas barreiras», conclui Mactual.com.  

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba