É esperado que as vendas em e-commerce do Walmart (nos EUA) aumentem 44,2% para 41,01 mil milhões de dólares, este ano. Um crescimento de 36,8% em relação a 2019 e de 27,0% em relação às estimativas para 2020.

Walmart US Retail Ecommerce Sales, 2017-2020 (miles de millones y% de cambio)

Com este incremento, o Walmart vai consolidar a sua posição de número 2 na lista das 10 maiores empresas de comércio eletrónico da América. Embora ainda atrás da Amazon, ultrapassou a eBay, que apenas cresceu 3,0% este ano.


Graças aos investimentos anteriores em serviços de entrega e recolha de alimentos , o retalhista parece estar numa posição forte à medida que os consumidores se voltam cada vez mais para as compras online. Nos resultados do primeiro trimestre, as vendas digitais da empresa aumentaram 74%, quase o dobro da taxa de crescimento em período homologo.

O Presidente Doug McMillon, confirma que «o número de novos clientes que utilizam as compras e entregas on-line quadruplicou desde meados de março.» e  o inquérito realizado e pela Gordon Haskett Research Advisors também apoia esta conclusão, confirmando que o Walmart é o preferido. para 58%.

Por outro lado, a presença física do Walmart é um ativo que está a fazer a diferença. A empresa aumentou rapidamente as suas operações, utilizando  2.500 lojas físicas para satisfazer as encomendas digitais. e resolver atrasos nas operações. Lançou também o serviço Express Delivery, que promete entregar as encomendas online em menos de duas horas.

Em entrevista ao The Wall Street Journal, o diretor financeiro Brett Briggs afirmou: «É uma grande vantagem ser um retalhista versátil e penso que isso está a ser demonstrado neste momento. Conseguimos adaptar-nos rapidamente e utilizar as lojas para completar encomendas online.».

Os especialistas esperam que o Walmart aumente a quota no total de vendas de e-commerce a retalho nos EUA para 5,8% este ano, contra 4,7% em 2019.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram