A Internet continua a ser o lugar chave para aqueles que não têm tempo para ir às lojas fisicamente, ou para aqueles que odeiam ir aos centros comerciais que estão a abarrotar. Por esta razão, a Súmate, uma agência internacional de marketing online, apresenta uma série de conselhos que as empresas digitais devem ter em conta no que diz respeito aos custos de envio nas compras online, a fim de tentar alcançar um maior número de vendas e diferenciar-se da concorrência.

Envios grátis e devoluções: conselhos a ter em conta

  1.      Facilitar a devolução e/ou reivindicação de um produto:

É uma indicação de confiança para os clientes e utilizadores que decidem comprar numa loja online. Reduz o medo de comprar pela primeira vez na Internet e também elimina dúvidas sobre o tipo de produto e sua veracidade.

  1.      Elimine os custos ocultos no final do processo de compra:

Outra razão para abandonar as compras pela Internet é mostrar um preço diferente do preço inicial ao fazer o pagamento de um produto. Especificamente, se o preço final não fosse aumentado no processo de pagamento final, as compras online teriam uma menor taxa de abandono no cabaz de compras. Um exemplo muito claro é o caso da venda de voos.

  1.      Ofereça entrega standard ou gratuito aos clientes:

Algumas empresas espanholas continuam a não conseguir oferecer aos seus clientes a possibilidade de optar pela gratuidade dos custos de transporte; ou não têm uma margem de lucro, ou acarreta um custo adicional que não podem assumir. Apesar disso, é um dos fatores que mais atrai os utilizadores a decidir comprar numa loja online ou outra.

  1.      Facilitar a entrega rápida e/ou urgente:

Em termos gerais, este tipo de serviços tem um custo mais elevado para os clientes, no entanto, muitos estariam dispostos a pagar um extra para receber o seu produto em casa o mais rapidamente possível. Apesar disso, é um elemento que muitas lojas online ainda não implementaram nas suas plataformas.

Resumidamente, ter à disposição dos clientes uma política de envio gratuito e condições de devolução claras facilitam a decisão de compra dos consumidores e ajudam a aumentar as vendas num negócio online.

O que diz a lei espanhola

  • Os consumidores têm até 14 dias para devolver a sua compra gratuitamente.
  • Num período de tempo semelhante, as empresas devem reembolsar o que pagaram ou dar vales de compras de substituição, embora os consumidores possam exigir um reembolso.
  • Em termos de custos de devolução, a empresa não é obrigada a suportar o custo da devolução do produto, mas deve suportar os custos da expedição inicial do produto.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram