As referências multibanco eram o meio de pagamento preferido de 80% dos portugueses por ser uma forma de pagamento eletrónico segura, fácil e simples, e esta preferência não sofreu abalos mesmo em período de quarentena.

Filipe Moura e Nuno Breda, CEOs e Fundadores da IFTHENPAY, viram a adesão das empresa a este modo de pagamento passar de oito para 24 ao dia, o que os levou a fornecer a ativação gratuita da utilização das referências multibanco aos comerciantes para os ajudar a ajustarem-se a este período que atravessamos. Para Nuno Breda “o impacto para a maior parte das empresas será grande, mas com a resiliência e a criatividade dos nossos empresários, com inovação e automação, podemos minimizar esses efeitos e ficarmos mais bem preparados para o período pós-crise”.

O surto do COVID-19 levou a um aumento das compras online e exigiu dos ecommerce uma maior preocupação com os métodos de pagamentos. A fintech portuguesa de pagamentos por referência multibanco, diz assegurar a activação gratuita das referências multibanco no próprio dia ou no dia útil seguinte. «Apesar da situação difícil em que a sociedade portuguesa se encontra com esta pandemia, os empresários portugueses já compreenderam a necessidade e a urgência da mudança, para garantir que Portugal não fica paralisado”, afirma Nuno Breda. 

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram