O Banco Central do Brasil suspendeu os pagamentos da WhatsApp no país, uma semana após o seu lançamento, que corresponde a mais um contratempo para as iniciativas financeiras do Facebook.

O banco central deu instruções à Mastercard e Visa, parceiros de pagamento da app, para deixarem de processar transferências.


Segundo a informação divulgada, o Banco Central do Brasil deu este passo para avaliar atempadamente os riscos que a empresa representa para o setor financeiro atual no Brasil, de forma a garantir um ambiente competitivo adequado.

Neste sentido, em declarações, o banco afirma uma falta de auditoria em torno da aplicação, embora um porta-voz da WhatsApp tenha falado com a Bloomberg, e tenha declarado que a comunicação entre o banco e a WhatsApp era periódica antes do lançamento.

Como resultado, o Facebook continua empenhado e está confiante de que o serviço voltará a funcionar.

«O nosso objetivo é fornecer pagamentos digitais a todos os utilizadores do WhatsApp no Brasil utilizando um modelo aberto, e continuaremos a trabalhar com os parceiros locais e o Banco Central para tornar isto possível», disse o porta-voz da WhatsApp à Bloomberg.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram