Navegar nas redes sociais: a principal utilização que 60,99% dos portugueses dá ao seu smartphone

Coincidindo com a festividade da Cyber Monday, Showroomprive.pt realizou uma nova sondagem entre a população com o propósito de determinar como são os hábitos de consumo móvel em Portugal.

Com que assiduidade os portugueses entram no ciberespaço através do seu smartphone? 

32,82% dos inquiridos executa esta conduta só quando recebe uma notificação de uma nova mensagem e/ou interação. Além disso, há quem possa passar uma hora ou até mesmo mais sem sentir falta deste dispositivo inteligente, falamos de 39,86% (percentagem composta pela soma daqueles que responderam: “Passado uma hora” e “mais do que uma hora”). 

Em oposição, 15,07% da sociedade tem profundamente instaurado este hábito na sua vida, sendo de 30 minutos a sua periodicidade média de conexão (dado que sobe em relação a 2020, cujo valor foi de 10,81%).

O grau de dependência deste tipo de gadgets é levemente maior para 12,25% dos utilizadores que afirma aceder à Internet móvel com uma frequência de 10-15 min

Tempo passado no smartphone

Mais de metade da sociedade (60,99%), reconhece empregar fundamentalmente o seu tempo com o telemóvel a ‘fazer scroll’ nos conteúdos cada vez mais personalizados oferecidos pelas distintas redes sociais.

O que fazem quando estão no telemóvel? Falar ao telefone (17,61%), escutar música e/ou jogar (11,41%), ver séries e/ou vídeos (5,92%) e fazer compras (4,08%). 

M-commerce: Existe hora de ponta nas compras à distância de um clique?

56,06% dos portugueses não mostra preferência por nenhum intervalo do dia em concreto. Seguidamente, uma faixa horária sobressai entre o consumidor português: à tarde/noite é o momento favorito de 29,44%. 

Com percentagens menores encontramos: 9,30%, que garante realizar este tipo de aquisições após ser persuadido via email marketing, 3,92% que dá prioridade às horas da manhã e, por último, 1,69% que reconhece realizar as suas transações via online em momentos de tédio. 

Diferentes utilidades para uma mesma app

A uma mesma app, nem todos damos a mesma utilização. As motivações fundamentais pelas quais os portugueses instalam apps de moda variam de um ano para o outro? Não. Comprar roupa (37,89%) e comparar preços (30,00%), continuam a ser o atrativo primordial para o seu download. 

Completando a lista de razões encontram-se as seguintes respostas: “a possibilidade de estar ao corrente das últimas tendências” (16,62%), “inspirar-me com os looks” (13,66%) e “vender a minha roupa” (1,83%). 

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba