Quando os utilizadores do Facebook percorrem o seu Feed, encontram todo o tipo de conteúdo – artigos, comentários de amigos, convites para eventos, e claro, fotografias. A maioria das pessoas é capaz de ver instantaneamente o que está nestas imagens. Mas, com IA, muitos utilizadores que são cegos ou deficientes visuais também podem aceder a essas imagens, desde que sejam devidamente etiquetadas com texto alternativo (ou «alt text»).

Um leitor de ecrã pode descrever o conteúdo destas imagens utilizando uma voz sintética e permitir que as pessoas que são cegas ou deficientes visuais compreendam as imagens que passam no Feed do Facebook.


Infelizmente, muitas fotos são publicadas sem texto alt, por isso em 2016 o Facebook introduziu uma nova tecnologia chamada texto alternativo automático (AAT).

O AAT – que foi reconhecido em 2018 com o Helen Keller Achievement Award da American Foundation for the Blind – utiliza o reconhecimento de objetos para gerar descrições de fotografias on demand, de modo a que os cegos ou deficientes visuais possam desfrutar mais plenamente do seu Feed.

A nova tecnologia tem vindo a ser melhorada e o Facebook anuncia que está entusiasmado por revelar a próxima geração da AAT.

Screenshot of the automatic alt text technology on Facebook app

A última iteração da AAT representa múltiplos avanços tecnológicos que melhoram a experiência fotográfica para os utilizadores. Antes de mais, foi expandido o número de conceitos que a AAT pode detetar e identificar de forma fiável numa fotografia em 10 vezes mais, o que por sua vez significa menos fotografias sem uma descrição. As descrições são também mais detalhadas, com a capacidade de identificar atividades, pontos de referência e tipos de animais.

Todos os dias, os utilizadores partilham milhares de milhões de fotografias. A omnipresença de câmaras fotográficas baratas em telemóveis, ligações rápidas sem fios, e produtos de comunicação social como o Instagram e o Facebook facilitaram a captação e partilha de fotografias e ajudam a torná-la uma das formas mais populares de comunicação – inclusive para indivíduos cegos ou deficientes visuais.

Embora o Facebook deseje que todos os que carregaram uma fotografia incluam uma descrição de texto alt, reconhece que isto muitas vezes não acontece.

A AAT foi construída para colmatar esta lacuna, e o impacto que teve sobre aqueles que dela necessitam é imensurável. A IA promete avanços extraordinários, e o Facebook mostra-se entusiasmado por ter a oportunidade de levar estes avanços às comunidades que são tão frequentemente mal servidas.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram