É sem dúvida o futuro, um amanhã que já escreve hoje. O pagamento móvel é uma das inovações mais importantes do nosso tempo e, por isso, há apenas um mês, o Ticket Restaurant tornou-se o primeiro voucher de comida a ser adicionado à plataforma Apple Pay, em Espanha.

Mas sabemos exatamente como funciona o pagamento móvel? Sabemos o que precisamos? É uma opção válida para qualquer Smartphone? O que uma loja tem que fazer se quiser aderir a esta tendência e oferecer aos seus clientes esta nova opção?

A Ticket Restaurant analisou os 8 aspetos chave do pagamento móvel:

  •       Todos os smartphones permitem que instales aplicações para fazer pagamentos móveis?

Uma das principais revoluções deste novo método de pagamento reside, precisamente, na não revolução; é que para pagar através do nosso terminal móvel não precisamos mais do que o nosso smartphone, um objeto com o qual vivemos há muitos anos e ao qual estamos completamente aclimatados.

A inovação aqui foi adaptar a tecnologia para lhe dar um uso diferente, o que significa que todos podem acomodar-se a esta mudança sem a necessidade de um novo investimento. É verdade que empresas como a Apple ou a Samsung foram mais longe ao implementar aplicações de pagamento móvel que tornam este processo mais fácil, mas a partir de qualquer smartphone que tenha NFC e uma carteira e cartão compatíveis podem fazer-se pagamentos móveis.

  •       As lojas estão adaptadas?

Da mesma forma que para os clientes é uma mudança tremendamente simples graças à nossa facilidade de uso do smartphone, um elemento diário, para as empresas e negócios a adaptação deste novo método de pagamento é um passo natural. Para este novo cenário basta um simples POS (Point of Sale) ou Terminal de Ponto de Venda contactless com o qual o cliente poderá processar o seu pagamento apenas aproximando um pouco mais o seu telemóvel do terminal. Além disso, a Espanha é um dos países europeus com maior penetração de POS contatless. Da mesma forma, a penetração de smartphones disparou para 88% de acordo com um estudo da Deloitte, dados que claramente nos empurram para um futuro mobile.

  •       É complicado pagar através do telemóvel?

Temos sempre um certo medo do que é novo porque consideramos que será uma mudança complexa e pelo que temos que prestar muita atenção, mas o pagamento móvel não é mais complicado do que uma simples transação com o cartão; basta, por exemplo, no caso da Apple Pay, aproximar o dispositivo móvel de um terminal POS contatless e passar o dedo pelo leitor de impressões digitais para ter realizado a compra com sucesso.

  •       Vamos comprar mais ou menos com esta nova opção?

Esta é uma questão que será respondida pela experiência e pelo tempo quando o uso deste método esteja mais difundido; o que esta nova opção assegura é a possibilidade de comprar sempre que quisermos; e acontece a todos nós esquecermo-nos da carteira em casa mas não acontece tanto com o smartphone, uma peça que se tornou uma extensão do nosso braço.

  •       Vai existir uma lacuna geracional?

O uso do pagamento móvel há muito deixou de ser uma realidade apenas dentro do mundo dos geek para se tornar uma opção para praticamente toda a população, embora seja verdade que a tendência mais provável é a adoção por parte de um público mais jovem. Os nativos digitais são aqui os mais avançados, uma geração que quer esquecer o dinheiro físico para abraçar as novas tecnologias.

  •       Vai significar o fim do dinheiro físico?

Não, de momento não. Imersos na era digital, em que falamos de blockchain, bitcoin ou pagamento móvel, é fácil imaginar um futuro em que todas as nossas transações sejam efetuadas através do nosso telemóvel. No entanto, existem muitas análises que indicam que o dinheiro físico e as reservas de ouro continuarão a manter a sua força atual nas próximas décadas, com uma tendência para o pagamento móvel cada vez mais presente.

  •       Este método de pagamento é realmente seguro?

Este é um dos valores mais positivos neste novo modelo. É uma relação segura, em que não temos que introduzir códigos como fazemos com os cartões, pelo que não estaremos expostos a este tipo de roubo. Hoje estamos a falar de acesso por impressão digital, mas o futuro deixará outras opções, como reconhecimento facial, reconhecimento de voz, leitura de íris…. Além disso, na maioria dos casos, são estabelecidas cláusulas pelas quais as empresas nunca terão acesso ao que os clientes compram, reforçando assim uma relação de confiança.

  •       Existe um limite de pagamento?

Não há limite de pagamento na maioria das opções de pagamento móvel; apenas será estabelecido o limite que o utilizador tiver pré-determinado pelo seu banco.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram