A Nike vai parar de vender na Amazon para impulsionar o seu próprio ecommerce

A Nike lutou para tomar a decisão de entrar na Amazon, mas 2017 acabou por desistir e lançar um projeto piloto para vender parte dos seus produtos através da plataforma. O gigante pilotado por Jeff Bezos conseguiu a marca desportiva mais prestigiada do mundo e estava a ponderar um futuro no qual ambos, em teoria, ganhariam. Agora a Nike diz que vai parar de vender os seus produtos no gigante americano.

A multinacional de artigos desportivos e de moda decidiu acabar com o teste piloto iniciado há dois anos, uma decisão que faz parte do «foco da Nike em elevar as experiências dos consumidores por meio de relações mais diretas e pessoais«, como explicou num comunicado.

Assim, a empresa retorna às ‘filas de armas’ para melhorar o seu próprio ecommerce e voltará a concentrar-se nas suas lojas físicas e portal online. «Continuaremos a investir em parcerias fortes e diferenciadas para a Nike com outros retalhistas e plataformas para servir perfeitamente os nossos consumidores em todo o mundo«, disse Nike, que há algumas semanas atrás demonstrou mais uma vez que a sua aposta é 100% digital. A partir de janeiro, o seu novo CEO será John Donahoe, ex-CEO do eBay.

Os analistas já começam a prever o pior e dizem que este pode ser a primeira de muitas fugas de marcas importantes de um serviço que «não constrói comunidades«.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba