A maior loja online de animais da Europa, Zooplus, reviu em alta as suas previsões para 2020 com um volume de negócios de 1,765 mil milhões de euros (1,524 mil milhões de euros em 2019). A razão destas previsões foi o bom desenvolvimento do mercado, expansão das suas marcas (Zooplus e Bitiba) nos diferentes países onde opera (um total de 26).

A empresa alemã visa também aumentar o seu EBITDA de 20 milhões de euros para 40 milhões. Em 2019 foi de 12 milhões de euros.


Durante o primeiro trimestre do ano, o Zooplus alcançou um volume de negócios de 439,9 milhões de euros, com um crescimento de 21% em comparação com o mesmo período em 2019. Atualmente, o negócio das marcas próprias continua a atingir um nível acima da média com um crescimento de 34%.

Do lado dos custos, foi alcançada uma maior eficiência na comercialização, enquanto a eficiência logística se manteve a um nível elevado, mesmo no atual ambiente de crise. Foram também feitas melhorias na gestão de combinações de vendas do produto, o que apoiou ainda mais a evolução positiva da margem bruta.

Impacto do coronavírus no Zooplus

Para Cornelius Patt, o CEO da Zooplus «Fizemos bons progressos em todos os nossos mercados durante o primeiro semestre do ano, o que constituiu um desafio operacional devido ao impacto do coronavírus. O nosso desempenho na atual situação excecional, também sublinha a força do nosso modelo de negócio. Os novos clientes estão a beneficiar do interesse crescente em toda a Europa em compras online, e o nosso negócio existente está a ver um efeito positivo das mudanças que fizemos no início do ano para reforçar a lealdade dos clientes. Há uma procura contínua de alimentos e acessórios para animais de companhia, à medida que o ano avança. Através destes desenvolvimentos, estamos a assegurar o sólido potencial de crescimento e rentabilidade da empresa a longo prazo».

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram