As 10 recomendações fundamentais para as lojas online durante o estado de emergência

O momento que a sociedade hoje vive é realmente complicado e não poderia ser de outra forma para um dos setores com maior crescimento nestes tempos, como é o digital. As lojas on-line são afetadas por algumas das medidas que foram adotadas durante esta crise com o estabelecimento do estado de emergência no nosso país. Portanto, se quiser manter uma loja online aberta, estas são as recomendações a serem adotadas, de acordo com a Adigital:

  • Seguir as diretrizes gerais de proteção estabelecidas pelo Ministério da Saúde e estabelecer os protocolos de segurança sanitária necessários para a proteção dos trabalhadores encarregados da preparação dos pedidos e dos clientes que os recebem.
  • Avisar no site da loja online sobre como a situação actual pode afectar as encomendas, para que os clientes possam gerir as suas expectativas, bem como por e-mail em relação às encomendas feitas anteriormente.
    Informar os clientes sobre a disponibilidade e quaisquer restrições de horários e prazos de entrega e como as entregas serão feitas na casa do cliente pela empresa de entregas.
  • Estabelecer uma comunicação fluída com os clientes para mantê-los informados sobre o estado das suas encomendas através dos canais de comunicação que foram estabelecidos.
  • Limitar a venda aos produtos que se encontram em stock ou estabelecer prazos de entrega verdadeiros, de acordo com a situação actual e a sua evolução.
  • Manter um contacto permanente e contínuo com os fornecedores de logística, a fim de conhecer as condições em que os transportadores farão as entregas e as restrições à entrega que possam ter estabelecido e que afectem a actividade da loja online.
  • Oferecer aos clientes, caso as entregas sejam impossíveis ou possam ser adiadas para além do prazo estabelecido, a opção de enviar as encomendas uma vez superada a situação actual, ou de cancelar a encomenda, efectuando o reembolso do montante pago o mais rapidamente possível.
  • Informar sobre a desistência, os prazos e a forma de o fazer estabelecendo condições especiais e tendo em conta a situação e a necessidade de efectuar, se necessário, a recolha inversa dos produtos no endereço do cliente.
  • Comunicar como a situação afeta a aplicação da garantia, caso os produtos recebidos tenham algum tipo de defeito e seja necessário repará-los, substituí-los ou fazer um reembolso total ou parcial.
  • Em relação às encomendas com recolha numa loja ou num outro ponto de recolha, dado que é o cliente que deve viajar para recolher a encomenda, de acordo com as restrições de movimento estabelecidas para as pessoas, os clientes só devem viajar para recolher encomendas de alimentos, produtos farmacêuticos e bens de primeira necessidade.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba