A Bose irá fechar todas as suas lojas na Europa, América do Norte, Austrália e Japão. A empresa americana de multimédia tomou essa decisão após ver uma «mudança dramática» nas compras e nos hábitos de consumo nessas regiões.

A Bose irá fechar um total de 119 lojas físicas nos próximos meses na Europa, Austrália, Japão e América do Norte. Nos Emirados Árabes Unidos e em algumas regiões da Ásia, a Bose ainda manterá cerca de 130 lojas abertas, porque a empresa diz não ter «notado uma mudança significativa no consumo nesses países e a migração para o comércio eletrónico ainda não é tão forte«.


Apesar de fechar as suas próprias lojas, a Bose continuará a ter uma presença na rua, mantendo os seus produtos em lojas de eletrónica, como a MediaMarkt e a Coolblue.

A Bose nasceu em 1964, e quase 30 anos depois, em 1993, o fabricante de multimédia abriu a sua primeira loja física para apresentar os seus sistemas de áudio a clientes nos Estados Unidos.

«Originalmente, as nossas lojas eram um espaço para as pessoas experimentarem, tentarem falar connosco sobre sistemas de entretenimento doméstico«, explica Colette Burke, vice-presidente de vendas globais. «Na época, era uma ideia radical, mas nós concentrámo-nos no que os nossos clientes precisavam e onde eles precisavam, e agora estamos a fazer o mesmo«, acrescenta ela.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram