«Com o crescimento estrondoso do comércio online, o lançamento da Etat Pur neste timing pareceu-nos totalmente enquadrado»

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O paradigma do consumo está a mudar, a tendência para um consumo consciente e sustentável está a aumentar e a Etar Pur, o pureplayer de cosméticos, tem essa filosofia no seu ADN. Jean Noël Thorel, o fundador da marca, sentiu a necessidade, não só de apenas fazer de forma diferente, mas também de fazer melhor, para a cliente e para o mundo.

Na Ecommerce News Portugal, falámos com a Cláudia Carvalho, Brand Manager na Etat Pur, que nos falou do nascimento da marca e da entrada em Portugal, assim como das ações de marketing mais eficazes no país.

Ecommerce News Portugal (EcN): Como surgiu este projeto, de fazer uma junção de produtos de beleza com o meio ambiente? Onde se encontra o equilíbrio de forma a ser vantajoso e rentável?

Cláudia Carvalho (CC): A Etat Pur surgiu da ideia do nosso fundador, Jean Noël Thorel, de criar algo diferente de tudo o que já existia no mercado, que não poluísse ou saturasse a pele e a ajudasse na sua função diária de barreira protetora: separar os ingredientes ativos da rotina diária de cuidado de pele. Enquanto a indústria acumula nos seus produtos cada vez mais moléculas, com o intuito de propor soluções milagrosas para todos os males, a Etat Pur apresenta uma solução baseada na filosofia minimalista, onde a pele apenas deve ser cuidada com os ingredientes que realmente necessita. Nesta filosofia, compomos uma rotina de até 3 passos essenciais: limpar, atuar e hidratar. 

Desta forma, propomos uma diminuição significativa do consumismo em volta do mercado dermocosmético, onde defendemos que não são precisos 10 ou 12 produtos numa rotina saudável e eficaz para a pele, e onde não incluímos qualquer ingrediente supérfluo ou potencialmente perigoso para a utilização humana ou para o meio ambiente. Esta abordagem está em linha com as principais tendências da dermocosmética atual, e acreditamos que é ao dar uma resposta a estas novas preocupações dos consumidores que encontramos a nossa rentabilidade. 

Acreditamos que a pele é tão saudável quanto o ambiente que a envolve, e por isso a proteção ecológica e a preservação do meio ambiente estão profundamente enraizados na nossa abordagem ao mercado.

Neste momento, a Etat Pur atua em duas frentes: por um lado, com o design de packaging eco-friendly, ao limitar a utilização de cartonagens desnecessárias e ao optar por materiais reciclados e recicláveis; e por outro lado, ao priorizar parcerias com fornecedores que são igualmente preocupados com o ambiente e que seguem políticas de agricultura sustentável.

EcN: Como foi entrar como pure player em Portugal, um mercado em que o ecommerce ainda está em desenvolvimento?  Viram a pandemia como uma vantagem competitiva?

CC: Entrarmos como pure player no mercado dermocosmético em Portugal foi uma decisão alinhada com a estratégia internacional da Etat Pur, que assume um posicionamento mais próximo do consumidor final. A Etat Pur entra no mercado como uma marca que pretende comunicar diretamente com o consumidor, dada a sua filosofia de personalização: cada pele é única e deve apenas ser cuidada com os ingredientes certos e necessários. Convidamos inclusivamente o consumidor a conhecer melhor a sua própria pele através do nosso diagnóstico online. 

Paralelamente, com o crescimento estrondoso do comércio online dado o contexto da pandemia, o lançamento da Etat Pur neste timing pareceu-nos totalmente enquadrado com esta tendência.

EcN: Qual a importância de ter um background e o know-how do negócio ao entrar noutro país? Quais as maiores diferenças em Portugal?

CC: Acredito que é uma vantagem pertencermos a uma multinacional, uma vez que temos a oportunidade de aprender com uma equipa que já lançou a Etat Pur há 10 anos em França, que é um país com um mercado dermocosmético muito apelativo e dinâmico. Uma vez que temos liberdade para adequar o modelo de negócio ao nosso mercado, podemos espelhar a estratégia internacional ou desenvolver a nossa própria estratégia. Desta forma, todo o sistema de e-commerce da Etat Pur Portugal foi desenvolvido exclusivamente com parceiros portugueses, e personalizado para a nossa realidade. Todo o know-how de branding da marca foi muito valioso na criação local da identidade da marca, conhecimento basilar para depois desenvolvermos o sistema que necessitávamos para este novo tipo de negócio. 

EcN: Quais as ações de marketing que usaram para se lançarem em Portugal e atraírem mais público?

CC: Como marca de lançamento puramente digital, todo o plano de marketing foi desenvolvido tendo em conta as melhores práticas de digital advertising. Trabalhamos as ferramentas de advertising dos motores de pesquisa, as redes sociais sobre todas as suas vertentes, o marketing de influência e ainda trabalhamos em parceria com outros e-retailers na disponibilização e awareness da marca. 

EcN: O envio de 3 amostras grátis na conclusão de uma compra tem levado a que os clientes voltem para comprar uma 2ª vez esses mesmos produtos?

CC: Acreditamos que uma boa estratégia de sampling é fundamental para o awareness de uma marca ainda pouco conhecida. É através da experimentação que os consumidores poderão ter uma melhor perceção da qualidade e rigor da marca nas suas formulações. Esta é uma aposta a longo prazo, pelo que confiamos que os resultados serão positivos nesse contexto.

EcN: A Etat pur colmata o não ter espaço físico através de apoio no site como o “Diagnosticar o seu tipo de pele”. Que mais opções têm para ajudar o cliente e melhorar a customer journey? 

CC: A Etat Pur tem na sua equipa uma Beauty Advisor totalmente disponível para o apoio ao consumidor e para qualquer questão técnica sobre o portfolio e formulações. Temos também um grande apoio através das redes sociais e confiamos numa estratégia de automatização para o acompanhamento do consumidor em todo o seu percurso. 

EcN: Quais os métodos de pagamento que disponibilizam? Qual o mais usado?

CC: A Etat Pur disponibiliza o pagamento via referência multibanco, cartão de crédito ou ainda mbway. Os três métodos são utilizados sensivelmente de forma equitativa.

EcN: Quais os planos para 2021? 

CC: Para 2021 a Etat Pur espera se tornar uma marca bem conhecida e aceite pelos consumidores de dermocosmética que procuram uma alternativa ecológica e eficaz, alinhada com as grandes tendências minimalistas atuais. 

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba