No antigo anterior escrevi um pouco das bases do Marketing de Conteúdo, você pode ler clicando aqui. Acredito, portanto, que já consegue perceber a importância de produzir conteúdo orientado para a sua audiência, no seu nicho de negócio.  Quero agora explicar um pouco melhor como captar a atenção utilizando copywriting e como ‘agradar’ ao Google na forma como escreve os seus conteúdos. Não tenha dúvidas, para isso é preciso utilizar algumas técnicas.

Se eu pudesse resumir numa única dica o que deve fazer, quando se propõe escrever para o seu público alvo, diria que o importante é escrever sobre benefícios, e não sobre características. Mesmo quando precisar ou for importante falar de características, faça uma ligação direta com os benefícios relacionados com aquela característica – seja de um produto ou serviço.

Tão importante quanto a dica anterior, é ter presente que escrever um conteúdo para internet não é como escrever um press release. Não estou a criticar o trabalho de PR (Public Relations), ao contrário, no Marketing Digital a PR é cada vez mais importante e vem evoluindo muito nos últimos anos. O que pretendo sublinhar é que que deve escrever de forma mais pessoal, como se estivesse escrevendo para um grande amigo, com uma genuína vontade de ajudar a esclarecer algumas questões, ou, de preferência, foque em uma questão principal.

Dica Bônus 1: Seja claro e persuasivo no título do seu artigo. Não faça rodeios, diga logo o que pretende resolver com o conteúdo que escreveu.

Dica Bônus 2: Reforce isso no primeiro parágrafo e comece a responder à questão que propõe no artigo. Isso é fundamental para atrair a atenção inicial e reter o seu leitor por mais tempo.

Voltamos ao exemplo do proprietário de uma loja de colchões, citado no artigo 01 desta série. Faça o exercício de se imaginar como dono dessa loja. Se um grande amigo de infância – que te considera um conhecedor no assunto – te perguntar qual o colchão ideal para ele – que descobriu ter uma hérnia discal há poucos dias –, qual seria a sua provável resposta?

  1. Compre o Colchão “Bom Sono” modelo “Para quem tem problemas de hérnia”. É o melhor;
  2. Meu amigo, sente-se aqui, vamos conversar um pouco. Eu vou te explicar agora tudo o que sei sobre colchões para quem tem problemas de hérnias discais. Não é algo tão simples como pode parecer, e quero ter certeza que você irá escolher a melhor solução. A sua saúde é algo muito importante para mim.

Podemos prosseguir? Julgo que me fiz entender sobre como abordar o conteúdo que deseja produzir ao falar sobre seu produto ou serviço.

E agora, como devo escrever para que o Google se dê conta o meu conteúdo e o leve em consideração quando alguém realizar uma pesquisa sobre o assunto?

O Google não interpreta o conteúdo que você escreve como o seu leitor. É verdade que ele analisa o conteúdo: principais palavras chaves contidas no conteúdo, como elas se relacionam ao longo do texto, sinônimos e, nos últimos anos, consegue também perceber o contexto, permitindo analisar se aquele conteúdo vai responder a pergunta que o utilizador fez ao entrar no Google. Analisa também, de forma detalhada o código por trás do conteúdo, e identifica diversos marcadores (negrito, sublinhado, título, sub-títulos, imagens, vídeos etc).

E porque razão todos estes detalhes são importantes para o Google? Porque isso são “provas” de que você se preocupou não apenas com a qualidade do seu conteúdo, mas também com a solução que você proporciona ao utilizador que fez a pesquisa. O Google percebe que você também se preocupou em estruturar as informações de uma forma que a leitura se torna mais agradável para quem lê, que de certa forma entretenha o leitor e retenha a sua atenção.

Exemplo:

TÍTULO (tag: H1) (o mais importante): Como escolher o colchão ideal para quem tem hérnia discal?

SUB-TÍTULO 1 (tag: H2) (o segundo mais importante são os subtópicos do seu texto): A importância do seu peso na escolha do colchão?

SUB-TÍTULO 2 (tag: H2): De mola, espuma ou latex?

SUB-TÍTULO 2.1 (tag: H3) (terceiro mais importante): Colchão de Mola

SUB-TÍTULO 2.2 (tag: H3) (terceiro mais importante): Colchão de Espuma

Consegue perceber como o facto de organizar a informação de forma hierárquica ajuda ao utilizador que está a fazer pesquisa por esse tipo de produto? Não se trata apenas do tamanho da fonte, é muito mais sobre como organizar a informação. Num mundo com tanta informação superficial, aprendemos a identificar muito rapidamente se queremos continuar a ler o conteúdo que encontrámos ou não. É por isso, que estas ‘dicas’ são muito importantes. Quando um texto não tem em consideração estes aspectos, transforma-se apenas num amontoado de palavras e parágrafos longos. Por muito que o conteúdo seja de grande valor, a possibilidade de você, eu ou qualquer outra pessoa mudar para outra fonte de informação é grande.

Não se trata de uma questão de estética. Trata-se de implementar uma técnica, que também ajuda na estética.

Dicas finais para você que quer começar a escrever conteúdo que atraia a atenção do seu nicho, do seu público alvo, e que agrade também ao Google:

  1. Utilize Bullet Points – ex: prós e contras;
    • Durabilidade
    • Segurança
    • Anti-ácaro
  2. Identifique os ficheiros de imagens de forma clara e objetiva, o Google também “lê” essa informação. Atualmente, a segunda forma em que mais utilizamos o Google é para pesquisa de imagens. Exemplo de nome da imagem: “estrutura-colchao-de-espuma”;
  3. Utilize Listas, como estou fazendo aqui 😊

No próximo artigo irei explicar como funciona a dinâmica de anúncios no Marketing Digital (Google, Email Marketing, Facebook, Instagram etc), e como esta não é muito diferente de tudo o que já sabe sobre Marketing. O Marketing Digital continua a ser o Marketing de sempre e o foco continua a ser o mesmo: pessoas.

Bem, para já é isso. Espero que tenham gostado e que comentem, compartilhem e deem o vosso feedback.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram