Compras registam um subida em relação ao período pré-pandemia

Um comunicado divulgado pela agência Lusa, no dia 26 de Maio, sobre os dados da SIBS, indica que as compras físicas dos portugueses aumentaram 12%, entre 18 e 24 de maio. Foi a 2ª maior subida desde o início do desconfinamento.

Em declarações, a SIBS reforça que “Na semana de 18 a 24 de maio, a 3ª do estado de calamidade, os hábitos de consumo dos portugueses acentuaram as tendências registadas desde o início do processo de desconfinamento, com o número médio de compras físicas a subir oito pontos face à semana anterior, o que representa um crescimento de 12%, a 2ª maior subida, voltando a aproximar-se da média antes do início da pandemia”.

Com este aumento, a média de compras em loja equivale agora a 3/4 da média anterior, ou seja, quando o 1º caso de infeção foi registado em Portugal.

Com a abertura gradual da economia, os setores que tinham sido mais afetados, têm ganho preponderância, representando 47% das compras físicas na rede multibanco, “Este valor de 47% representa a percentagem mais alta desde que foi decretado o estado de emergência em Portugal, em meados de março, demonstrando já alguma aceleração de outros setores e atividades de negócio”, afirma a entidade gestora da rede Multibanco.

Foi também registado um novo recorde de utilização do serviço MB Way nas compras na rede Multibando: “Na semana em análise, de 18 a 24 de maio, a média de compras em loja através do MB Way ficou 70% acima da média anterior equivalente ao início da pandemia”. A utilização da aplicação nas compras tem registado subidas consecutivas, sendo esta a oitava semana.

No período pandemico, com a transformação progressiva dos hábitos de consumo dos portugueses, as áreas de farmácia e parafarmácia, perfumaria e cosmética, jogos e brinquedos e decoração e artigos para o lar, juntamente com as áreas de food delivery e take away, representavam mais de metade das compras online. Com o desconfinamento, que permitiu a deslocação dos portugueses, houve uma  “ligeira quebra” nas compras online, ainda assim é importante realçar que houve, no entanto, uma maior dispersão nas compras, pelos diferentes setores de atividade.

Segundo os dados da SIBS, tanto as compras físicas como ‘online’, registam valores médios superiores ao período pré-pandemia, como é o caso da utilização do serviço MB Way no comércio eletrónico, que ficou 12 pontos percentuais acima dos valores registados antes do primeiro caso de covid-19 em Portugal.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top