No dia 7 de Maio, os CTT lançaram um comunicado sobre a nova parceria com o OLX, que proporcionar uma solução para os envios online.

O novo serviço de entregas porta a porta, disponível desde o dia 4 de Maio, que surgiu face às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, garante transações mais rápidas, comodas e seguras, para os clientes da plataforma classificados.


As recolhas ou entregas dos artigos são feitas sem que o vendedor ou o comprador tenham de sair de casa, sendo possível a entrega no dia seguinte, a partir de 5,69€, para os pedidos efetuados através do Marketplace, OLX.

Para João Sousa, administrador executivo dos CTT, “o reforço desta parceria é o reflexo da prioridade dos CTT de continuar a suportar a economia nacional, no contexto atual em que vivemos, através de novas soluções que permitam às pessoas a possibilidade de ficarem em casa, podendo satisfazer os seus pedidos de entrega, tendo em conta as suas necessidades. Acreditamos que esta nova possibilidade, fruto de uma parceria muito ativa que temos com o OLX, responderá às atuais necessidades dos nossos clientes.”

Já para Sebastiaan Lemmens, CEO do OLX Portugal, “tal como no resto do mundo, também a nós este vírus trouxe obstáculos que, até aqui, não havíamos enfrentado. O efetivar de transações presencialmente tornou-se pouco recomendável e tivemos de rapidamente arranjar uma alternativa que, de forma segura, rápida e cómoda permitisse aos nossos utilizadores continuarem a fazer negócios. Como tem acontecido, os CTT apresentaram-se como a melhor solução e felizmente conseguimos, em tempo recorde, lançar um serviço que tornará a nossa plataforma ainda mais apetecível para diferentes perfis de clientes. É um 2 em 1 perfeito em que a economia sai reforçada sem, no entanto, comprometer a saúde pública”.

Esta nova possibilidade aplica-se às categorias de artigos OLX e subcategoria de peças e acessórios, com peso máximo de 10kg e não contemplando as restantes categorias, como animais, agricultura, carros, imóveis, serviços e emprego.

Ambas as empresas apelam ao seguimento das recomendações da Direção-Geral da Saúde, para garantir a segurança dos clientes e colaboradores.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram