De acordo com um estudo realizado pela consultora Deloitte em colaboração com a Associação Portuguesa de Logística (APLOG) sobre o desempenho do comércio eletrónico em Portugal, as empresas demoram em média 3,5 dias a entregar aos clientes produtos comprados online e cobram 4,2 euros por cada pedido de entrega.

As áreas da alimentação e das bebidas são as que apresentam melhores resultados a nível do desempenho quanto ao tempo da entrega, em que três em cada quatro empresas conseguem entregar os produtos adquiridos online em até dois dias.

Por outro lado, os tempos de entrega mais elevados são verificados nas áreas da casa e decoração, que apresentam uma média de 5,5 dias.

É ainda de referir que apenas uma empresa em cada quatro consegue entregar os produtos em menos de dois dias aos consumidores online.

A análise da consultora indica ainda que, em média, os clientes pagam 4,2 euros por cada pedido de entrega. O custo menos elevado (1,9euros) é registado no sector da eletrónica e telecomunicações.

Os resultados deste estudo revelam ainda o custo da entrega origina o abandono de 54% dos carrinhos de compras virtuais. No mesmo sentido, a primeira variável é a que tem mais influencia na decisão de compra, seguindo-se os longos procedimentos de check-out e por fim, as dificuldades de navegação. Os fatores que contribuem para o custo da entrega são as dimensões do produto, o valor total da compra e o prazo de entrega.

Já em relação à integração dos canais digitais e físicos, apenas 51% das empresas que disponibilizam online todo o stock das lojas físicas. No que toca às devoluções, apenas 52% das empresas permitem a devolução dos produtos através de qualquer um dos canais disponibilizados.

O cartão de crédito é a opção de pagamento mais utilizada em 92% das empresas sondadas, apenas 35% disponibilizam o MB WAY e 73% o Paypal

Já no que toca aos sites de compras, 95% apresentam uma grande capacidade de projeção e de resposta em qualquer tipo de resolução de ecrã. 41% das disponibilizam aos clientes a possibilidade de comentar ou avaliar os produtos, permitindo interatividade com o consumidor.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram