Google salta para a banca em 2020 com contas correntes nos EUA

A Google aposta em entrar no mundo da banca e fá-lo oferecendo contas correntes como parte da sua estratégia para atrair mais consumidores. The Wall Street Journal é a fonte exclusiva da informação. A Google torna-se assim a última empresa de tecnologia a fazer um movimento num setor no qual também entraram outros gigantes do Silicon Valley. 

O projeto é conhecido como Cache e inicialmente envolve uma cooperativa de crédito da Universidade de Stanford, na Califórnia. O projeto é apoiado pelo Citibank como principal instituição financeira.

Com este acordo assinado no mês passado, a entrada da Google na esfera financeira será gradual: o Citigroup será responsável pelo desenvolvimento das contas correntes vinculadas ao Google Pay e a atividade bancária cairá sobre os bancos de abertura, algo que legalmente não poderia ser desenvolvido sem a devida licença.

«Estamos a explorar como podemos fazer parcerias com bancos e financiadores nos EUA para oferecer contas correntes inteligentes», confirmou a empresa num comunicado, «para ajudar os seus clientes a beneficiarem de ferramentas muito úteis» destinadas a gerir as suas finanças.

As contas seriam garantidas pelas duas agências financeiras americanas que supervisionam os depósitos, a FDIC e a NCUA.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba