Já há alguns anos que o operador logístico de referência na Península Ibérica, Luís Simões, distribui para as principais marcas de produtos de animais de estimação, como o grupo Affinity, (do qual formam parte as marcas Última, Brekkies, Advance, Libra y Bon Menu), Eukanuba (representado por Spectrum Brands na Península Ibérica) e Purina (do grupo Nestlé).

Os produtos com os quais trabalha incluem alimentos e acessórios para animais de estimação (como comedores, dispensadores de comida) e produtos de higiene. Além disso, para alguns clientes está também encarregue da gestão de expositores para colocar produtos na loja e material de merchandising.

Entre os serviços que realiza de gestão stock, transporte e distribuição (tanto para o canal de retalho como para os Centros Veterinários e protetores de animais) e operações de ecommerce, a empresa move 20.000 toneladas ao ano deste tipo de produtos, o que equivale a mais de 800 camiões. Clic para tuitear

Através dos seus quatro dos seus centros para este tipo de produtos, localizados em Azambuja, Guadalajara, Barcelona e Alovera o operador consegue chegar a diversas partes de península.

Falamos de isto porque a cada dia 4 deste mês celebra-se o Dia Mundial do Animal e «Os produtos para animais de estimação têm um peso cada vez maior no cesto de compras das famílias. É um mercado em crescimento e, a partir da nossa posição de operador logístico estamos conscientes da importância da demanda que estes produtos têm atualmente. Trabalhamos com marcas de referência do setor para assegurar a máxima eficiência nas operações de armazenamento e distribuição«, afirma Luís Freitas, Diretor Geral de Logística da Luís Simões.

Actualmente, cães, gatos e outros animais de estimação tornaram-se membros de muitas famílias e isto é confirmado por um estudo da Fediaf1, a European Pet Food Association, que afirma que o número de agregados familiares europeus que vivem com um cão ou um gato mantém uma tendência ascendente, com uma taxa média de crescimento de 2,5% nos últimos nos últimos três anos. Em 2018 em Portugal, a percentagem de agregados familiares com cães foi de 36% e 33% no caso dos gatos.

Neste contexto, o mercado dos produtos alimentares e de cuidados de saúde para os animais de estimação está a experimentar um crescimento paralelo. Esta indústria produz anualmente 18,5 mil milhões de euros, entre acessórios e serviços, e nele operam mais de 130 empresas especializadas, que geram 100.000 postos de trabalho direto e 900.000 empregos indiretos.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram