Oferecer serviço de entrega deixou de ser opcional

Face à atual crise do novo coronavírus, com as pessoas confinadas às suas casas, os serviços de entrega à porta têm-se mostrado vitais para a sobrevivência de muitos negócios, especialmente aqueles que não dispunham da opção de entrega ao domicílio. Tal panorama “fez muitos empreendimentos perceberem que oferecer esse tipo de serviço não é opcional, mas uma estratégia indispensável para manutenção dos seus negócios”, diz Jonathan Pirovano, CEO da Motoboy.com.

O clima pandémico das últimas semanas colocou os serviços de logística à prova no Brasil e em todo o mundo, destaca Jonathan Pirovano. As empresas sem um serviço de entregas ao cliente estruturado vão sofrer um prejuízo ainda maior e correm contra o tempo para conseguir estabelecer um. Para mitigar estas falhas, empresas e start-ups de entregas afirmam-se como alternativas para pequenos e grandes negócios, conectando fornecedores a armazéns e produtos a clientes.

O CEO da Motoboy.com acrescenta ainda que assim que o serviço de logística for disponibilizado aos clientes, dificilmente as empresas recuarão: compreendem esta como uma “forma de alcançar o seu público, conquistá-lo e fidelizá-lo, de expandir os negócios levando os seus produtos a pessoas que, por vezes, não podem ou não querem sair de casa”.

São muitas as inovações de há uns anos para cá na logística”, continua. Jonathan Pirovano explica que tais novidades são formas de prestar um serviço melhor aos clientes, tornando o serviço de entregas cada vez mais indispensável. Um exemplo que utiliza para ilustrar estas inovações é o de fazer a entrega na modalidade ultrarrápida, ou seja, realizada até 2 horas. O CEO acrescenta que “oferecer essa opção de logística tem potencial para atrair clientes que compram em urgência ou que valorizam ter o produto imediatamente nas suas mãos, sem sair de casa. É uma modalidade adaptada para cumprir, de forma organizada e responsável, as entregas com a agilidade esperada pelos compradores”.

Jonathan Pirovano contempla ainda outra tendência já aplicada por diversas redes com lojas físicas, uma tendência com o objetivo de otimizar o serviço prestado designada por Ship From Store (SFS). Esta ferramenta agiliza o processo de entrega de produtos até aos clientes e tem o intuito de diminuir a dependência de armazenamentos em centros de distribuição. Com a SFS, sempre que uma venda ocorre, o sistema identifica a loja mais próxima do cliente que tenha o produto comprado e agenda o despacho da mercadoria diretamente daquela unidade. Assim, as próprias lojas assumem o papel de stock e recebem vendas para clientes da mesma região. O custo-benefício será maior uma vez que a logística não implicará longas distâncias. Outras benefícios são a redução dos custos de stock e armazenamento, para além de facilitar entregas ultrarrápidas na região coberta pelas unidades da rede.

O CEO da Motoboy.com conclui que “as vantagens dos serviços de entrega para e-commerces, retalhos e consumidores são indeclináveis e necessárias. Daqui para a frente, não oferecer um serviço de entrega pode significar ver o mercado ser dominado por concorrentes que o oferecem”.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top