Organização belga de PME apela à suspensão das devoluções gratuitas

A organização UNIZO, localizada na Bélgica, solicitou que as devoluções gratuitas sejam proibidas em toda a Europa, por considerar que afetam significativamente as alterações climáticas. Eles também justificam que a medida ajudaria as pequenas empresas que estão a ser obrigadas a usar este tipo de estratégia para enfrentar os gigantes mundiais, que podem oferecer este tipo de serviço com rentabilidade.

diretor executivo da UNIZODanny Van Assche, encarregou-se de redigir o comunicado onde, para além disso, falou da necessidade de se tomar outras medidas: “Claro, esta proibição é apenas uma medida limitada dentro de um espetro muito mais amplo de iniciativas. a serem adotadas“. No entanto, considera que a proibição das devoluções gratuitas pode ser uma boa medida de início, pela sua simplicidade na aplicação e por assim dizer, “sem prejudicar realmente ninguém ”.

Com devoluções grátis é mais fácil para as pessoas fazerem compras online de forma impulsiva, porque sabem que virão à sua porta para recolher caso não goste do produto e não terá que fazer nenhum esforço se o produto não combinar com o que estava à procura, ou, se perceber que realmente não precisa dele. Van Assche quer lembrar a essas pessoas que “nada é de graça, mesmo as chamadas devoluções “gratuitas” têm os seus custos, que hoje são pagas ​pelo meio ambiente, pela nossa economia e pelo nosso tecido económico local ”.

A aplicação da medida, conforme explica o diretor executivo da UNIZO, vai ajudar a reduzir as carrinhas nas cidades e ajudar o consumidor a adquirir outros hábitos de compra: “Se o consumidor já não devolver as encomendas gratuitamente, não só fará encomendas menos impulsivas, mas também devolverá os produtos com menos frequência. Isso não significa apenas menos tráfego e emissões, mas também significa que os retalhistas locais (online) poderão cobrar o preço correto por devoluções com a cabeça erguida e também receberão menos devoluções . ”

Reduzir carrinhas de entrega, o grande desafio

Quando sai à rua é impossível não encontrar carrinhas de entrega, elas ficam praticamente o dia todo a entregar encomendas de um ponto ao outro das cidades. Por isso, há lugares como Nova York que também têm tentado combater esta situação e tentar cobrar taxas às empresas de logística ou e-commerce para responsabilizá-las e reduzir os envios.

A logística da última milha encontra cada vez mais soluções sustentáveis ​​para fazer entregas, mas é verdade que ainda há um longo caminho a percorrer para atingir a emissão zero neste setor.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top